Você está em: Início / Tag / Sophie Kinsella

Sophie Kinsella

Gênero literário: Chick Lit
Madeleine Wickham nasceu em 1969 e escreve atualmente sob o pseudônimo de Sophie Kinsella. Ela é mais conhecida pela série Becky Bloom que foi adaptada para os cinemas em 2009. É irmã da também escritora Gemma Townley.


My Not So Perfect Life

por • 2757 Acessos

My Not So Perfect Life

Minha Classificação:
My Not So Perfect Life goodreads
de
Publicação: em 2017
ISBN: 9780593074794
Páginas: 438
Nível do idioma: Intermediário
Lançamento no Brasil: Sem Previsão
Lojas confiáveis para comprar livros:
amazonkindle
A compra pode render comissão ao blog.

Katie/Cat cresceu no interior com o sonho de um dia viver e trabalhar em Londres. Aos 26 anos finalmente o sonho se tornou realidade mas não exatamente do jeito que ela esperava. Ela tem um emprego bem menos glamouroso do que o planejado e mora num apartamento minúsculo com duas pessoas estranhas. Essa é a verdade da vida de Katie/Cat, mas quando ela posta suas fotos nas redes sociais tenta passar a impressão de ser mais feliz do que realmente é. Mas como o que está ruim sempre pode piorar, Katie/Cat acaba passando por uma série de imprevistos que a fazem questionar seus sonhos e escolhas.

“Eu quero o toque dele. Mas quero a voz dele também. Seus pensamentos e piadas… suas preocupações e tristezas… suas teorias e devaneios. Todas as suas partes secretas que eu nunca imaginei que existiam.”

Eu adoro (quase) tudo que a Sophie Kinsella escreve, se vai lançar livro dela eu já tô planejando comprar sem nem ler a sinopse. Dito isso, eu preciso falar que esse livro infelizmente não me conquistou. Todas as coisas que eu amo nos livros da autora – protagonista cativante, par romântico interessante, situações de extrema vergonha alheia – não aconteceram aqui. Eu não consegui simpatizar com a Katie/Cat e o romance instantâneo me incomodou demais. A história em si também não trouxe nada de novo, as reviravoltas podiam ser previstas com muitas páginas de antecedência e as vergonhas foram tão poucas que pareciam ter sido inscritas por alguém que se inspira na Kinsella ao invés de ter sido por ela própria.

No último livro único adulto da autora (A Lua de Mel), ela focou um pouco mais em família e amizade feminina e repetiu a fórmula em My Not So Perfect Life, dando mais atenção a essas partes da vida da personagem, deixando carreira e principalmente romance como assuntos menos importantes. Apesar de ser uma coisa nova no trabalho da Kinsella, isso foi o que mais gostei nesse livro, além de ter adorado ver coisas da vida real na história, como a necessidade de “vender” uma vida perfeita nas redes sociais e a crise de 20 e poucos anos onde você já esperava estar com a vida toda no lugar, mas na verdade não sabe nem por onde começar ainda.

“Ela é um pesadelo. Ela é perfeita e ela é um pesadelo. As duas coisas.”

Apesar de eu ter dado “só” 3 estrelas na avaliação, não é que o livro tenha sido de todo ruim, eu consegui sim dar umas risadas, mas passei muito tempo evitando continuar a leitura porque nada do que acontecia me interessava. De todos os livros que já li da autora esse é o que menos gosto, inclusive considerando Becky Bloom que acho bem ruim, e fiquei muito decepcionada porque os livros dela costumam ser sucesso garantido na minha vida. Obviamente vou ler os outros livros que forem lançados futuramente, mas vou torcer para que o próximo me faça chorar de rir na rua como os anteriores.

        
Resenhas de Livros
0
comentário

À Procura de Audrey

por • 27272 Acessos

À Procura de Audrey

Minha Classificação:
À Procura de Audrey goodreads
de
Publicação: em 2015
Gêneros: ,
ISBN: 9788501104632
Título Original: Finding Audrey
Páginas: 336
Tradução: Glenda d'Oliveira
Lojas confiáveis para comprar livros:
saraivaculturasubmarinoamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Esse livro eu li em inglês, mas como já foi lançado no Brasil atualizei as informações para as da edição nacional. No idioma original o nível de dificuldade é Intermediário.

Esse é o primeiro YA da Sophie Kinsella que há anos é rainha do meu coração nos livros adultos. Como eu adoro o gênero e a autora, fiquei ansiosa desde que ela anunciou pela primeira vez a publicação, apesar de nem ter lido a sinopse. Percebi isso porque num dia que eu estava vibrando por ter conseguido o Arc, alguém me perguntou “sobre o que é o livro?” e eu tive que responder “hum… não sei”. É.

Audrey tem 14 anos e depois de uma coisa muito ruim que aconteceu com ela na escola, passou a sofrer de um distúrbio de ansiedade. Agora ela não consegue mais sair de casa – a não ser para a terapia – e usa óculos escuros o tempo todo. A mãe passa o tempo todo brigando com o irmão que é viciado em vídeo game, mas é Linus, um dos amigos dele, que faz com que Audrey comece a perceber que o mundo lá fora talvez não seja tão ruim quanto a ansiedade faz parecer.

“Contato visual é um grande problema. É o maior deles. Só de pensar nisso já fico enjoada (…). Sendo racional, eu sei que olhos não são assustadores (…) então por que me incomodam? (…) Para começar, eles são poderosos. Eles tem alcance. Você olha para alguém a trinta metros de distância, no meio de um monte de pessoas, e ela sabe que você está olhando. Que outra parte da anatomia humana faz isso?”

Eu escrevi nesse sinopse aí em cima mais ou menos o que está na oficial, afinal não quero dar spoilers, mas já adianto que isso é só o comecinho, o livro é bem mais que isso. Já reclamei algumas vezes da romantização desse tipo de transtorno, como a ansiedade no caso, mas aqui as coisas são diferentes. Normalmente o que me incomoda é o fato de que o amor mágico e instantâneo cura qualquer problema na vida do protagonista, mas em Finding Audrey é diferente. Linus é sim quem desperta uma mudança, mas não é de forma alguma responsável por todo o resto que acontece.

Quando eu digo que Sophie Kinsella reina no meu coração não é à toa. Por exemplo, olha essa referência no nome do casal. Audrey e Linus, gente! O garoto também é meu segundo mocinho preferido da Kinsella, o primeiro sempre será Jon e chegou muito perto de ser meu favorito dos YAs. Se tivesse aparecido mais, Dimitri ia correr sério risco de cair para segundo lugar.

“Eles falam sobre “linguagem corporal”, como se todos falássemos a mesma língua. Mas cada um tem seu próprio dialeto. Para mim agora, por exemplo, girar meu corpo imediatamente e olhar rigidamente para o canto quer dizer, “eu gosto de você”. Porque eu não corri e me tranquei no banheiro. Espero que ele saiba disso.”

O livro, apesar da temática, tem momentos super engraçados e a família dele é bem louca (e até estereotipada, admito). A narrativa é feita de forma convencional e também através da transcrissão de um filme que ela fez seguindo recomendações da terapeuta. Eu não vi grandes diferenças entre os livros adultos da autora e se mudasse a idade dos personagens não acho que faria tanta diferença uma vez que as atitudes de Audrey não foram tão diferentes das protagonistas de 20 e poucos anos que ela sempre escreve.

Gostei muito de Finding Audrey e não vejo a hora do próximo lançamento da Kinsella que por sinal, estará na Bienal do Rio desse ano (!!!!!!!!!!!!!!).

        
Resenhas de Livros
2
comentários

A Lua de Mel

por • 7607 Acessos

A lua de mel

Minha Classificação:
A lua de mel goodreads
de
Publicação: em 2013
Gêneros: ,
ISBN: 9788501101327
Título Original: Wedding Night
Páginas: 496
Tradução: Regiane Winarski
Lojas confiáveis para comprar livros:
saraivafnacsubmarinoamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Sempre que sai livro novo da Kinsella eu já fico doida para ler. Adoro os livros únicos dela e não vejo a hora de sair mais um.

Lottie está confiante que vai ser pedida em casamento por seu namorado Richard. Quando ele a convida para almoçar dizendo que tem algo muito importante para perguntar, ela fica eufórica e já começa a fazer planos. Antes que perceba, dá tudo errado e ela vai chorar nos ouvidos de Fliss, sua irmã mais velha, que também tem os próprios problemas para resolver, sendo o ex-marido irresponsável o maior deles.  

Quando a dor de cotovelo deixa Lottie meio pirada e ela aceita se casar de repente com um ex da adolescência, Fliss é quem tem que usar de todos os recursos necessários para impedir que a irmã cometa o maior erro de sua vida.

“A questão é: o começo nunca é problema. O problema vem depois.”

Esse é o melhor livro da Sophie Kinsella! Eu nunca ri tanto com um livro dela! Adorei a ideia dela de escrever tendo as duas irmãs como narradoras o que só deixou tudo mais hilário. O melhor de tudo é que essa narração intercalada não ficou chata como em outros livros, pois muitas vezes temos dois capítulos seguidos da mesma pessoa o que evita que você tenha que ficar pulando páginas para ver logo o que acontece.

Assim como os demais da autora, esse tem muitas cenas inacreditáveis e algumas coisas que vão te fazer sentir tanta vergonha que vai ser preciso abaixar o livro por alguns instantes. Eu ri muito alto em diversas cenas e até interagi com o livro conversando em voz alta com os personagens não me julgue. Boa parte do que acontece é inesperado e surpreende tanto o leitor como os personagens. E as reações deles só me faziam rir mais e mais.

“Tenho certeza de que existe alguma palavra longa em alemão que significa “a alegria que você sente com a impotência sexual do rival”.

Os acontecimentos são sem dúvida o ponto alto do livro, mas os personagens também são incríveis. Fliss e Lottie parecem pessoas reais, com vidas reais e isso é muito legal e muito raro. Eu adorei as duas e não me importaria de ler um sequência com elas. Os interesses românticos também são cheios de qualidades, mas também tem defeitos! Como não amar esse livro, gente?

Como eu já disse, é o meu novo favorito dela que espero reler algum dia. Quando estava falando sobre tamanho amor no twitter, resolvi mencionar a autora e não é que ela respondeu? Se eu já era fã, agora então…

        
Resenhas de Livros
0
comentário
Estante Lotada © 2010-2017 Layout: design e programação por Cibele Ramos

    
Nos mudamos de www.euleioeuconto.com para www.estantelotada.com.br, por favor atualize seus feeds & links!