Você está em: Início / Tag / Melhores Livros Do Ano

Melhores e Piores Livros de 2017

Por 17604 Acessos

Essa é a nossa lista de melhores e pior livros de 2017. Não necessariamente lançamentos do ano, mas livros que lemos neste período.

Melhores

Camila

O Ano em que Disse Sim – Ler Shonda foi maravilhoso de uma forma que eu não esperava, ela é engraçada e espirituosa e sua narrativa te prende e vai te ganhando ao ponto de você pensar que também deveria fazer um ano do sim, para se desprender e se libertar de velhos paradigmas. É uma narrativa poderosa sobre retomar as rédeas da vida e se permitir fazer as coisas que antes assustavam. É definitivamente um livro que vai ser relido.

Fúria Vermelha – Apesar de estar na minha estante há muito tempo foi apenas esse ano que resolvi ler e fui surpreendida pela história, não esperava gostar tanto como gostei. A mistura de distopia, mitologia e ficção científica deu muito certo e conseguiu explorar bem todos os elementos dessa construção. O ritmo da narrativa é rápido, cheio de ação e reviravoltas, um ótimo começo de série.

Menções Honrosas: Corte de Névoa e Fúria, Outros Jeitos de Usar a Boca

Leia tudo »

Os Melhores e o Pior Livro de 2016

Por 9392 Acessos

Essa é a nossa lista de melhores e pior livros de 2016. Não necessariamente lançamentos do ano, mas livros que lemos neste período.

Camila

Melhores

Destinos Mistos – Este foi um ano em que li muito pouco e as leituras ficaram divididas entre leituras para faculdade e romances históricos para distrair a cabeça. Por isso já era esperado um dos livros teóricos ser o melhor do ano. Em Destinos Mistos a Heloísa conta a história dos críticos que fundaram a Revista Clima, uma revista com foco cultural. Eles iniciaram esse projeto enquanto estudavam na USP e a autora contextualiza bem a vida acadêmica e o seguimento das carreiras. São nomes que ficaram bem conhecidos no meio intelectual: Antonio Candido, Décio de Almeida Prado, Paulo Emílio Sales Gomes, Rui Coelho, Lourival Machado e Gilda de Moraes Rocha. O livro é bem escrito e a transição entre os períodos e as relações que o grupo manteve com outros intelectuais é muito interessante. Foi o livro que mais impactou no ano.

A Coisa – É um livro grande, com muitas passagens longas e nem sempre necessárias. Também tive muitos problemas com o destino que o King deu para a personagem feminina, Posto tudo isso, amei todo o resto. A relação de amizade e confiança que o clube dos otários constrói ao longo das páginas é o grande diferencial da história. A atmosfera construída em torno da cidade de Derry é primorosa e entendemos que o mal está ali, assumindo várias formas e faces e que essas crianças estão destinadas a terminar com isso. Eu entendi completamente as ligações que fizeram entre Stranger Things e esse livro, é uma leitura muito interessante para quem gostou da série.

O Grande Gatsby – Esse é um romance que divide as pessoas, muita gente ama, muita gente odeia. Eu amei, achei a narrativa rápida e envolvente e como todo bom clássico ele vai ao longo das páginas apresentando várias camadas. Questões como o sonho americano e a obsessão de Gatsby em casar com a Dayse, vai além do amor romântico. A Dayse é a personificação de tudo aquilo que o Gatsby nunca teve, mas almeja desesperadamente. O romance faz uma ótima leitura da liberdade pós Primeira Guerra Mundial e os impactos causados na terra das oportunidades, escancarando a hipocrisia do sonho americano.

Menções Honrosas: Hamlet, Shakespeare – Erros Fantásticos, Neil Gaiman – Cress – Crônicas Lunares #3, Marissa Meyer, Kiss of Deception – Crônicas de Amor e Ódio #1, Mary E. Pearson

Leia tudo »

Os Melhores e Piores Livros de 2015

Por 50884 Acessos

Para não perder o costume, são livros que lemos no ano, não necessariamente lançamentos de 2015.

Melhores

Capa_Como-eu-era-antes-de-voce2 Sol e para todos.indd Garota-Exemplar
Cibele Camila Mayra

COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ: Esse ano eu li pouca coisa, mais livros bons que ruins, mas sem extremos, não tive nenhum novo favorito nem “odiado”. Como Eu Era Antes de Você foi um dos livros que eu li mais rápido no ano (apesar de já imaginar o final pelos comentários de outras pessoas), literalmente passei um final de semana deitada acompanhando a história. O livro é realmente muito bom e adorei a narrativa, espero poder ler outros da autora em breve.

O SOL É PARA TODOS: Livro incrível, com uma temática forte e necessária, necessária na época em que se passa o livro, necessária na época em que foi lançado o livro e necessária nos dias de hoje. Talvez essa seja a principal qualidade de um clássico, ultrapassar as barreiras do tempo que são impostas em muitas narrativas. Em O sol é para todos acompanhamos a narração da Scout, uma criança, que não tem clareza do que de fato está acontecendo e vai juntando as peças aos poucos, sempre levando em conta os conselhos do seu pai, Atticus Finch (um dos melhores personagens que tive o prazer de conhecer). E será pelo olhos dessa intrépida garota que vamos ver o mundo de forma inocente e simples novamente, e iremos nos perguntar porque tudo é tão complicado quando nos tornamos adultos.

GAROTA EXEMPLAR: Narrativa maravilhosa, personagens fortes e reviravoltas de tirar qualquer um da cadeira. Esse livro é incrível, com uma história que pode parecer convencional até certo ponto, mas que muda de uma tal forma que não há como não cativar o mais ávido leitor (isso só depois do meio do livro, mas né?!). Foi adaptado primorosamente por David Fincher para o cinema e eu recomendo fortemente até o fim dos meus dias (menção honrosa para Lugares Escuros e Objetos Cortantes que também são da autora e também são incríveis). Esse livro ganha o Prêmio Obsessão 2015!

Leia tudo »