Você está em: Início / Tag / Globo Alt

Filho Dourado – Fúria Vermelha 2

por • 3905 Acessos

    Livros da série Fúria Vermelha:

  1. Fúria Vermelha
  2. Filho Dourado
  3. Estrela da Manhã
Filho Dourado – Fúria Vermelha 2

Minha Classificação:
Golden Son goodreads
de
Publicação: em 2015
Gênero:
ISBN: 9788525059543
Título Original: Golden Son
Páginas: 549
Tradução: Alexandre D'Elia
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacculturasubmarinoamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Após os acontecimentos no Instituto, Darrow sobre a proteção da família Augustus vai para a Academia e nem tudo sai conforme o esperado. Mais uma vez Darrow se vê diante de grandes decisões, acordos questionáveis, traições e uma luta por sobrevivência física e ideológica.

Faço o que for necessário fazer. Nem mais nem menos. E preciso de um senhor da guerra. Eu serei Ulisses e você será Aquiles.

Apesar desse ser o segundo livro da série ele não padece da maldição do segundo livro. Brown retoma a fórmula de ação e mais de 80% do livro estamos lendo cenas de confronto, de luta ou guerra. Porém dessa vez ele usa um recurso de esconde e mostra, muitas cenas são desencadeadas de relações, histórias e acordos que não tivemos acesso e não tem problema nenhum, porque nunca parece que foi uma decisão tomada para resolver um problema de narrativa, as pistas tinham sido deixadas antes e só o conhecimento de todas as ações é que surgem depois. Assim como os personagens são surpreendidos pelas ações de Darrow, nós leitores também somos e é instigante saber e ter tanto de um personagem e ao mesmo tempo ter momentos e decisões escondidas que são reveladas no ápice dos acontecimentos.

Um tolo puxa as folhas. Um selvagem corta o tronco. Um sábio desenterra as raízes.

Temos a chance de conhecer personagens que só havíamos ouvido sobre em Fúria Vermelha, Lorn au Arcos é um deles e que personagem espetacular esse homem se mostra. Afastado da sociedade por não coadunar com os métodos da soberana, benevolente e ainda assim um Ouro até a medula, não vê nada de errado com a pirâmide das cores e exala sabedoria e arrogância na mesma proporção. Também conhecemos a Soberana e sua Fúrias, principalmente Aja au Grimmus, e podemos entender melhor a política e operação da sociedade. E entendendo a política veremos golpe atrás de golpe e seremos jogados num redemoinho de traições e levantes, serão tantos que literalmente perdi a conta no meio do livro que consegue mostrar o quão complexo é derrubar um governo vigente com lideranças estabelecidas ao seu lado.

Descobrimos quem é Ares e em nenhum momento tinha me passado pela cabeça que seria esse personagem, para ser sincera não tinha pensado muito sobre ele já que Darrow rouba a cena, mas a cena em que ele se mostra é tão rápida e intensa que foi uma das melhores no livro e demostra que Ares tem o coração no lugar, independentemente de toda base social e objetivos revolucionários.

Você encontrará a ruína porque acredita que exceções à regra produzem novas regras. Que um homem mau pode se livrar dos adornos da maldade só porque você quer que ele o faça. Homens não mudam. É por isso que matei o
 rapaz (…).

E aí temos o final mais desesperador possível depois de uma longa jornada e ao mesmo tempo que você está apreensivo você quer gritar EU AVISEI que isso iria acontecer. Sim, tem um cliffhanger absurdo no final que te faz querer estrangular o autor, mas amar a história. Fazia tempo que não me sentia tão encantada por uma história, por um personagem. Hic sunt leones. 

0
comentário

Fúria Vermelha – Fúria Vermelha 1

por • 4351 Acessos

    Livros da série Fúria Vermelha:

  1. Fúria Vermelha
  2. Filho Dourado
  3. Estrela da Manhã
Fúria Vermelha – Fúria Vermelha 1

Minha Classificação:
Red Rising goodreads
de
Publicação: em 2014
Gênero:
ISBN: 9788525058225
Título Original: Red Rising
Páginas: 468
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacculturasubmarinoamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Darrow é um Vermelho que vive em Marte, ele escava a terra em busca de hélio-3, uma fonte de energia para o crescimento do planeta. Ele tem orgulho de fazer esse trabalho, todos os Vermelhos o fazem, e Darrow é um mergulhador do inferno, alguém que fica dentro de uma escavadeira em níveis muito abaixo da superfície. Os Vermelhos são os desbravadores, os que estão tentando deixar Marte habitável para que a população da Terra possa ocupar o planeta, ou pelo menos foi isso que os governantes fizeram com que eles acreditassem. Em uma sociedade dividida por cores os Vermelhos são os escravos, a base da pirâmide, que é governada por Ouros, os conquistadores que travaram batalhas pelo controle dos planetas e se portam como deuses em uma sociedade que é impossível contrária-los. 

Pessoalmente, não quero fazer de você homem. Homens são tão frágeis. Homens se desfazem. Homens morrem. Não, sempre desejei fazer um deus.

A vida de um vermelho é dura, por isso Darrow com 16 anos já está casado e carrega consigo cicatrizes físicas e psicológicas que o tornam um homem formado. Após uma ruptura intensa na sua vida, ele desiste de viver e é recrutado pelos filhos de Ares, rebeldes que buscam desestabilizar a sociedade atual. Eles irão mostrar para Darrow como é Marte de verdade e até que ponto o homem já avançou na colonização de outras luas e planetas, escancarando a mentira que foi a vida dele. A partir daí Darrow se junta aos rebeldes e está disposto a tudo para se vingar dos Ouros e derrubar a sociedade de dentro para fora.

A história se torna mais interessante conforme toda a apresentação do mundo, das cores e da sociedade é feita, a falta de mobilidade social também é bem clara e assim como antigamente seu direto e seus deveres são irrevogáveis de acordo com  o seu nascimento. Conforme Darrow vai se aprofundando nessa sociedade ele percebe que está tudo errado, não só os Ouros, mas toda a sociedade está podre. Acompanhar as reflexões do Darrow sobre o que ele está presenciando é uma das melhores coisas do livro. Suas ações também partem de um paradoxo, só é possível que ele extrapole em suas ações e tenha bons resultados devido a ser um Vermelho e isso é genial, porque o que faz ele pensar fora da caixa e se sobressair é o que essa sociedade julga não prestar. 

Oh, como os laços que nos unem são retesados quando um decide desrespeitar as leis que nos protegem a todos. Inclusive os mais jovens, inclusive os melhores, estão sujeitos à lei. À Ordem!

Baseados na cultura romana, eles se organizam através de frotas, legiões e pretores e suas provas são apadrinhadas por instrutores que se passam por deuses romanos em que os alunos precisam mostrar seu valor por meio de trapaça, liderança, combate e morte. Nesse lugar estará concentrado todo o núcleo principal do livro e ele não deixa a desejar, mesmo com a narração sempre do Darrow, conseguimos entender os outros personagens, suas nuances e complexidades e o que cada um está disposto a fazer para ter poder. O autor consegue levar até o fim o ritmo de ação e surpresa na narrativa, sem perder a mão dos seus personagens. Definitivamente esse é um dos melhores livros de distopia lançado nos últimos tempos, principalmente porque ele é muito mais que uma distopia. 

DUFF

por • 28121 Acessos

DUFF

Minha Classificação:
The DUFF: Designated Ugly Fat Friend goodreads
de
Publicação: em 2016
Gêneros: ,
ISBN: 9788525060631
Título Original: The DUFF: Designated Ugly Fat Friend
Páginas: 328
Nível do idioma: Intermediário
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacculturasubmarinoamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

[capa]

Bianca é melhor amiga de duas das garotas mais bonitas da escola. Num dia enquanto está no bar esperando as amigas acabarem de dançar para ir embora, Wesley Rush, o cara mais galinha que ela conhece, se aproxima e a chama de DUFF (Designated Ugly Fat Friend), algo como a menina feia do grupo que serve para fazer as outras parecerem mais bonitas. Ela joga o refrigerante que estava bebendo na cara dele e vai embora, mas não consegue deixar de pensar no que Wesley falou.

Quando problemas familiares deixam a vida de Bianca ainda mais complicada, ela vê em Wesley o escape que precisava para não pensar em tudo que a preocupa. Só que Wesley também tem um monte de problemas e eles vão precisar um do outro cada vez mais.

“Quando eu começo a achar que você talvez tenha alma, você diz coisas assim.”

Conheci esse livro mais ou menos em 2010 porque ele tem a capa muito parecida com a de Bubble Gum, mas foi só esse ano que decidi ler por causa do filme (que a Mayra disse que era muito legal e acreditei). Fui sem expectativa nenhuma e acabei amando. A Bianca é meio repetitiva porque ela fica REALMENTE chateada com a história de “Duff” e repete isso tanto que eu já tava cansada, mas no geral ela é uma protagonista/narradora divertida. Adoro a amizade dela com as meninas e o “relacionamento” com Wesley, que também é um personagem ótimo.

“Ele dorme com tudo o que se move, e o cérebro está localizado nas calças – o que significa que é microscópico.”

Agora eu queria tirar aqui um parágrafo para falar com você sobre Wesley Rush. Ele é lindo e tem um montão de qualidades. Sim, ele chama ela de DUFF e diz que “Wesley Rush não corre atrás de garotas, elas correm atrás dele”, mas acho que isso é tudo mecanismo de defesa e tenho direito sim de ficar apaixonadinha por ele.

“Pessoas que xingam você só estão tentando se sentir melhor. Elas estão cheias de problema também. Você não é a única.”

Todos os acontecimentos da história foram interessantes e contribuíram para a evolução dos personagens. Gostei muito de tudo, inclusive da parte final que resolve tudo o que ficou em aberto e fecha a história com chave de ouro.

O FILME: Olha, já adianto que é BEM diferente do livro, mas adorei a Mae Whitman como Bianca. Em breve faço outro post falando mais sobre a adaptação.

Esse livro foi lido em inglês, mas foi atualizado com informações da edição nacional. Em seu idioma original o nível de dificuldade é intermediário.