Você está em: Início / Tag / A Bela E A Fera

Melhores e Piores Filmes de 2017

Por 29405 Acessos

Como em todos anos, esses são filmes que vimos em 2017, não necessariamente estreias do ano.

Melhores

CAMILA: Esse filme foi um hino. Há muito se esperava um filme protagonizado por uma heroína e ele finalmente aconteceu. Foi uma história de origem bem contada e que destaca os pontos fortes da personagem. Ver a Diana se importando e acreditando na humanidade em meio ao cenário caótico que é a Primeira Guerra foi impactante. A cena das trincheiras é de arrepiar, ali eu sabia que o filme iria mexer comigo e que seria um dos melhores do ano.

CIBELE: Eu tava com expectativas demais para esse filme!! Finalmente Diana de Temiscira ganhou o filme que merece. Gal Gadot estava perfeita no papel, além disso o roteiro e direção foram um show à parte. Eu normalmente não tenho paciência de rever filmes de super heróis, mas esse eu vejo toda hora. Amém Patty Jenkins.

MAYRA: Amém Diana! Não o filme que queríamos, mas o que precisávamos nesse ano. Feminista até não poder mais (pode sim), dirigido por mulher, protagonizado por uma Mulher Maravilha corajosa e que não deixa homem nenhum mandar nela. O que mais gostei nesse filme é que os homens sabem seu lugar, principalmente Steve, e em momento nenhum obliteram o protagonismo da maior super-heroína do mundo. O roteiro é bom, a fotografia é (amém) mais clara do que os outros filmes da DC dirigidos por Zack Snyder e complementa ultra bem o novo universo DC – aliás, o melhor filme da DC até hoje. Parabéns para todas as envolvidas.

Leia tudo »

A Bela e a Fera

Por 5757 Acessos

A Bela e a Fera

Minha Classificação:
A Bela e a Fera The Movie DB
de Bill Condon
Título Original: Beauty and the Beast
Roteiro: Stephen Chbosky, Evan Spiliotopoulos
Elenco: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans, Kevin Kline, Josh Gad, Ewan McGregor
Estreia: 16/03/2017
País: United Kingdom, EUA
Gênero: Família, Fantasia, Romance
Duração: 84 min
Compre em lojas confiáveis:
submarinoamericanasshoptime
A compra pode render comissão ao blog.

A Bela e a Fera é minha animação favorita da Disney (o certo seria dizer que sou obcecada por esse desenho), e no momento da notícia que haveria um live action, tive medo de estragarem uma coisa tão importante pra mim. Quando fiquei sabendo que Emma Watson seria a Bela, pensei: Não pode dar muito errado, afinal é Disney. O que você faria quando a sua personagem favorita de Harry Potter vira a sua princesa favorita da vida? Bom, eu enlouqueci. Ah, e é sempre bom avisar que esse post NÃO CONTÉM SPOILERS!

Bela é uma moça à frente de seu tempo e não consegue se encaixar na pequena vila em que vive, porque os aldeões a consideram estranha. Seu pai é um inventor e Bela adora ler e também é muito inteligente, portanto também é uma inventora, seguindo os passos de seu pai. Quando ele vai para uma feira expor sua mais nova invenção e acaba se perdendo, vai parar num castelo como prisioneiro de uma Fera. Bela, ao tentar salvá-lo, acaba tomando seu lugar como prisioneira, mas nesse ínterim, descobre que a beleza está dentro de nós.

Ninguém te merece mesmo, Gaston!

Confesso que eu estava absolutamente maluca de tanto esperar. Saiu teaser, e saiu trailer, e saiu outro trailer e nada de chegar dia 16 de março. Abriu a pré-estréia e fui a primeira pessoa a comprar na sala em que assisti o filme (percebam a loucura da pessoa), e finalmente chegou o dia e não aguentava esperar, não conseguia dormir de tanta ansiedade. Não sei se estava ansiosa para ver porque estava com medo de ser ruim ou porque tinha quase certeza de que seria muito bom. Assisti o filme e enquanto escrevo esse post, não consigo segurar a minha emoção, então já aviso de antemão que estou tão feliz com esse live action que só de lembrar, fico arrepiada. Atenção: algumas opiniões aqui explicitadas estão severamente nubladas por lágrimas!

A versão live action que a Disney fez, como mostrado exaustivamente na divulgação prévia do filme, é incrivelmente igual à animação de 1991. É tudo adaptado com uma graça sobrenatural, com falas idênticas ao desenho em muitas vezes. Temos também as músicas, que quase não sofreram alterações no contexto do novo filme e foram encaixadas no roteiro com muita eficiência, assim como as novas músicas, lindas e tão incríveis quanto as de 1991. Emma e Dan cantam super bem, e Audra McDonald dá um show de potência vocal. Falando em show, o que são as atuações desse filme? Por mais que a maioria seja CGI, é tudo perfeitamente dublado e lindo, num roteiro incrivelmente bem escrito e readaptado do livro. Sério, A Bela e a Fera versão 2017 é um deleite para olhos de todas as idades! O castelo é lindo, os personagens são lindos, a aldeia é linda e o figurino é apenas maravilhoso (o vestido amarelo e o vestido do final!!!!!!!!!!!!!). No começo do filme temos uma explicação diferente dos vitrais da animação, porém tão sensacional que é difícil não se arrepiar.

Tale as old as time, song as old as rhyme…

Um dos maiores pontos positivos desse filme é o turbilhão de emoções que ele provoca. Nostalgia, claro sendo a maior delas, porém é aquele tipo de obra (prima) cinematográfica que te faz rir, te faz chorar, te faz sentir um quentinho no coração. As piadas estão presentes em todo o roteiro, e a maneira que os atores as interpretam são ótimas: Josh Gad/LeFou é claramente o alívio cômico (assim como em 1991) e seu trabalho no filme é exímio, e Luke Evans está além de perfeito como Gaston! Eles dois são incríveis, mas obviamente Emma Watson e Dan Stevens são as maiores lindezas desse mundo. Achei incrível a maneira que dá para ver o Dan mesmo no CGI da Fera, e achei que a Emma estava meio apática nas fotos e tal, mas no filme ela ficou perfeita! Ah, e se você aí quer boicotar o filme por ter um personagem gay, tenha duas coisas em mente: não seja idiota e LeFou é incrível do jeito que é, assista ao filme e comprove. A vida não é feita de preconceitos e A Bela e a Fera está aqui para passar justamente essa mensagem. Por último, queria só deixar claro aqui que sou a pessoa mais feliz do universo, tô vivendo o melhor momento da minha vida e planejo assistir a esse filme pelo menos mais 5 vezes no cinema. Ou 6. 7, 8, 9… Ai meu coração!

A Fera em Mim – Villains Tales 2

Por 7533 Acessos

    Livros da série Villains Tales:

  1. A Mais Bela de Todas
  2. A Fera Em Mim
  3. Poor Unfortunte Soul
A Fera em Mim – Villains Tales 2

Minha Classificação:
Fera em Mim, A: A Historia do Principe da Bela goodreads
de
Publicação: em 2016
Gênero:
ISBN: 9788579309977
Título Original: The Beast Within
Páginas: 192
Tradução: Alline Salles
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacculturasubmarinoamazon
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Para quem ainda não sabe, sou enlouquecidamente apaixonada por A Bela e a Fera, a animação da Disney de 1991 (aliás, amo tudo que é da Disney). Um dia andando na livraria, vi que haviam lançado um livro que conta a história anterior ao desenho, ou seja, como o Príncipe Adam (aposto que você não sabia o nome dele, hein?!) veio a se transformar em Fera. Tá, eu sei que no começo da animação explicam o que aconteceu, mas Serena Valentino cria uma versão exclusiva sobre como o Príncipe tão aclamado por seus súditos tem sua vida amaldiçoada até aprender o que é o verdeiro amor.

Não havia nada que ele detestasse mais do que uma garota com muita opinião. Pág. 95

tumblr_nv1gr9cjhx1sh4myko1_500

Antes de falar da história, quero parabenizar a editora por essa linda capa, que na frente é a Fera, e atrás é o Adam, daí quando você abre bem o livro, os rostos se completam. Bem legal! Adorei que mantiveram a capa original, porque a arte é incrível. Sobre a história, achei um pouco pobre, sem focar muito nos empregados, que são super importantes na animação (que afinal das contas, é a inspiração para livro), porém rica em acontecimentos. É realmente horrível a forma como o Príncipe tratava a todos antes da maldição se concretizar e mal ou bem, achei que ele mereceu. Um ponto positivo que eu jamais pensaria, foi de Gaston ter crescido junto ao Príncipe no castelo e eles serem grandes amigos até serem separados pela maldição: uma pegada genial da autora! 

the_beast_within_a_tale_of_beautys_prince_alternate

O verso do livro com o rosto do Príncipe Adam

O livro se passa antes e durante a animação, com trechos citando partes das falas do filme, só que de outro ponto de vista que não o de terceiros: das bruxas, da Fera, da Bela, de Lumière e etc. e situando aquilo junto aos acontecimentos anteriores e posteriores. Nesse quesito achei o livro muito bom, mas ele perdeu uma estrela por duas razões. A primeira foi que não é só uma bruxa humilde que chega na porta do castelo e tal e tal, mas sim quatro irmãs – mas as más mesmo são três delas – que lançam/monitoram a maldição do Príncipe, então quebrou um pouco da mitologia do filme pra mim. Já a segunda foi a tradução: não que não tenha sido boa, mas poxa, traduza as coisas direito, já que o livro foi inspirado no desenho! No Brasil, não é “Senhora Potts”, é Madame Samovar; não é “Cogsworth”, é Horloge. Só o nome do Lumière que não mudaram porque se não ia ser muita sacanagem! Caso o leitor não tenha visto a animação em inglês que nem eu, vai ter que jogar no Google esses nomes para saber quem são esses personagens. Ah, e tem uns errinhos bem grotescos de edição também.

Essa série, mais especificamente esse livro, chega nas livrarias em hora bem oportuna, já que o que mais a Disney faz agora são live-actions de seus clássicos de sucesso. Caso você estivesse morando em Marte nesses últimos tempos e ainda não saiba, dia 17/02/2017 (presente de aniversário pra mim? Sim sim!) vai estrear o live-action de A Bela e a Fera (assista ao teaser aqui e chore junto comigo), e a Bela vai ser nada mais nada menos que minha amada Emma Watson, mais conhecida como Hermione Granger ou “a bruxa mais brilhante da sua idade”. É para amar claro ou com certeza?