The Killing – Além de um Crime

Por 3398 Acessos

The Killing – Além de um Crime

Minha Classificação:
The Killing - 2011 The Movie DB
de Veena Sud
Status: 4 temporadas (finalizada)
Episódios vistos: 44
Elenco: Mireille Enos, Joel Kinnaman, Gregg Henry, Joan Allen, Tyler Ross, Sterling Beaumon
Gênero: Drama, Crime
Canal Original: AMC, Netflix
Canal no Brasil: Netflix
Duração do Episódio: 59 minutos
Assistir The Killing online: Netflix

Linden está no último dia de seu trabalho na polícia, a partir de amanhã ela vai morar em outra cidade com o filho adolescente e o noivo. No começo do dia a polícia encontra pistas que levam a crer que uma adolescente foi assassinada e Linden fica obcecada pelo caso. Em vez de treinar Holder para ser seu substituto, talvez seja necessário treiná-lo para ser seu parceiro pois ela não consegue abrir mão do caso sem antes encontrar o responsável pelo crime. Aquela história clássica de policial se aposentando + policial novato, eu sei, mas acredita em mim, a série tem bons momentos.

Pensei por um segundo que tinha te perdido, logo agora que estava me acostumando com você.

Quando a série estava no ar muita gente falava sobre ela e suas reviravoltas. Vi um vídeo com a criadora da série e fiquei curiosa, mas o que me convenceu a finalmente dar uma chance foi saber que o Piloto da série era dirigido pela Patty Jenkins (a mesma que dirigiu Mulher Maravilha pois é). Nos episódios das duas primeiras temporadas têm muitas mulheres diretoras e roteiristas (nas outras esqueci de reparar se tinha também) o que ainda hoje, infelizmente, é bem raro. 

Falando nas duas primeiras temporadas, esse é o tempo que levou para resolverem o primeiro caso da série. Mas foi uma história grande, bem pensada e cheia de reviravoltas (as pessoas não mentiram, tem reviravolta pra caramba mesmo). Levou o tempo necessário para realmente chegar onde precisava. A solução do crime inclusive é de destruir qualquer pessoa, até hoje só de lembrar eu fico triste. Apesar de ser boa e ter as qualidades que citei acima, a série foi cancelada nesse ponto, porém ressuscitada para mais duas temporadas onde finalmente acabou de vez.

Ele não está armado!

Não sei se com o cancelamento da série, as melhores pessoas responsáveis pela série saíram e foram fazer outras coisas, só sei que as temporadas finais não lembram em nada o brilhantismo de antes. As histórias são forçadas e previsíveis. Até tem um ou outro mistério, mas prestando um pouco de atenção dá para desvendar qualquer dúvida ainda nos primeiros episódios. Confesso que só continuei vendo por esperanças de que fosse melhorar – mas não melhorou. Os últimos minutos do Series Finale inclusive foram totalmente desnecessários e eu vou seguir minha vida fingindo que nunca existiram.

Agora deixa eu falar sobre Sarah Linden, a protagonista. Ela é mulher e (tudo o que eu vou falar aqui parece comum, mas se você vir outras séries do gênero vai reparar que não é): anda sempre com o mesmo penteado, com roupas largas, sapato baixo, sem maquiagem, não se interessa por romance, dentre muitas outras diferenças. Independente de ter perdido qualidade na trama, The Killing tem muito a ensinar para outras séries. Sei também que o fato de ter uma mulher como showrunner faz total diferença na escolha de criar uma protagonista que parece uma pessoa de verdade (não estou dizendo que na vida não existam mulheres que tem qualidades opostas às de Linden, estou dizendo no entanto que aqui na vida real existe mulher de todo jeito e não só as dos moldes da maioria das obras da TV/cinema).

Se eu te deixei com vontade de dar uma chance para The Killing, veja de coração aberto aproveitando que tem na Netflix. E se não sentir vontade de continuar depois do final da segunda temporada, lembra que não tá perdendo nada e vai ver outra série. Se quiser sugestões, olha essas séries 5 estrelas.


Você viu essa serie ? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas




Deixe um comentário

*