Depois da Escuridão

Por 7217 Acessos

Depois da Escuridão

Minha Classificação:
Depois Da Escuridao goodreads
de
Publicação: em 2010
Gêneros: , ,
ISBN: 9788501090997
Título Original: Sidney Sheldon's After the Darkness
Páginas: 461
Tradução: Michele Gerhardt Macculloch
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacsubmarinoamazonbwbkindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

O que acontece quando uma mulher que teve tudo, percebe que não tem mais nada a perder?

[capa]

A capa nacional também tem a ver com a história, mas eu AMEI a capa original!

Grace vive uma vida de sonho. Ela é linda e rica. Seu pai sempre a protegeu e deu tudo o que ela quis. Após a morte do pai ela se casa com Lenny Brokstein, o homem mais rico dos Estados Unidos, e eles vivem uma vida de sonho. Financiando festas incríveis, cheio de gente bonita e rica ao redor. Eles formam um lindo casal apaixonado e o mundo os ama. Nada poderia ser mais perfeito. Até que um dia Lenny desaparece e um rombo de 75 bilhões de dólares aparece no Quorum, uma empresa de investimentos onde a grande parte da população americana depositou as economias de uma vida. Agora milhares de família perderam tudo. A única sócia restante é Grace e ela é indiciada pelo roubo do dinheiro. Só que ela não sabe de nada. E acima de tudo ela tem certeza que Lenny é inocente. Independente do que aconteça, ela vai fazer de tudo para provar essa inocência.

O livro é narrado em terceira pessoa e no primeiro capítulo nos deparamos com o julgamento de Grace. E antes que possamos descobrir a sentença, o narrador nos leva a uma viagem onde somos apresentados aos personagens mais importantes na trama: todos aqueles que podem estar envolvidos na fraude e no desaparecimento de Lenny. Conhecemos as irmãs de Grace e os funcionários mais importantes da empresa. Conhecemos um pouco de seu histórico e da sujeira na vida de cada um. E devo dizer que sujeira é o que não falta ali.

Depois de anunciado o veredicto acompanhamos a transformação de uma personagem inocente e frágil em uma mulher guerreira e destemida que não vai ter medo de enfrentar o que for para provar a inocência do marido. E se tem uma coisa que eu amo em um livro são personagens que evoluem. Na história a única pessoa que temos certeza que é inocente é Grace então acompanhamos sua jornada em busca da verdade. Reviravoltas surpreendentes, revelações completamente inesperadas que me fizeram interagir com o livro – em público – e segredos completamente perturbadores. É disso que se trata “Depois da escuridão”. E eu devo dizer que fiquei completamente sem ar com o final. Fiquei tão entretida vendo os fatos pelos olhos dos personagens que, assim como eles, fui pega de surpresa. Mérito da narrativa envolvente.

Uma coisa que me deixou muito irritada, no entanto, foi o fato de não saber onde estavam as respostas que eu queria antes da hora. Elas simplesmente não estão na última página! E eu gosto de saber os mistérios primeiro. Mas se você é uma pessoa normal que gosta de saber das coisas conforme a história se desenrola, devo dizer que o livro é impecável.

Embora leve o nome de Sidney Sheldon, o livro na verdade foi escrito por Tilly Bagshawe utilizando o estilo do autor que morreu em 2007. Não encontrei nenhuma informação oficial que explicasse melhor, mas algumas fontes dizem que Sidney começou a história e Tilly terminou e outras dizem que foi inteiramente escrita por Tilly. Independente disso, sei que tenho que ler mais livros de Sidney Sheldon.

Estrela Píer

Por 4961 Acessos

Estrela Píer

Minha Classificação:
Estrela Píer - O tempo, a chuva, o outro goodreads
de
Publicação: em 2009
Gênero:
ISBN: 9788576792758
Páginas: 235
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacculturasubmarino
A compra pode render comissão ao blog.

Quando vi a capa e a sinopse do livro pensei que seria só mais um chick lit. Mas errei feio.

[capa]

Lucia Píer é só uma bibliotecária comum, com uma vida simples e sem nenhum atrativo. Quando aparece um concurso que dá como prêmio uma visita a Londres para jantar com Richard Clevehouse, o ator mais famoso do momento, ela nem pensa em se escrever, afinal quais são as chances de vencer? Mas sua avó a inscreve sem que ela saiba e ela acaba vencendo. Embora tenha dúvidas se deve ou não ir ela decide que não tem nada a perder e embarca na viagem que vai mudar sua vida para sempre.

Como eu já disse, o livro me surpreendeu muitíssimo. No começo você acha que vai se deparar com mais um romance água com açúcar do tipo cara-lindo-rico-famoso-se-apaixona-por-garota-comum, mas o livro é muito mais do que isso. Quando Lucia e Richard estão no jantar e do nada o ator diz que eles precisam fugir imediatamente e você se pega pensando “O que eu perdi?”. Mas lamento informar que você não saberá o que acontece. Não ainda. A partir desse momento, a história mergulha em cenas de ação, perseguições e até algum romance.

Adorei o enredo do livro e as surpresas e reviravoltas que existem no decorrer da história, mas não simpatizei com a protagonista. Ela é boba, insegura e muitas vezes irritante. O mundo dela vira de cabeça pra baixo mas é como se isso fosse só uma coisinha à toa. Tudo em que ela sempre acreditou vai por água abaixo e ela não surta, não fica revoltada, ela age como se sempre soubesse ou como se isso não mudasse nada. O mocinho Richard Clevehouse é atraente, sedutor, mas também não me conquistou, porque parece que todo mundo nesse universo é muito irritante. Felizmente a história é movida pelos acontecimentos e não pelos personagens.

O enredo é surpreendente e o final então nem se fala. Com certeza lerei a continuação pois espero saber o que será de Lucia e o que acontecerá agora que ela descobriu que a bibliotecária sem graça ficou esquecida numa vida que não era nada além de ilusão.

O Mapa do Tempo

Por 4901 Acessos

O Mapa do Tempo

Minha Classificação:
O Mapa do Tempo (Trilogia Vitoriana, #1) goodreads
de
Publicação: em 2010
Gêneros: ,
ISBN: 9788598078915
Título Original: El mapa del tiempo
Páginas: 472
Tradução: Paulina Wacht, Ari Roitman
Compre em lojas confiáveis:
saraivasubmarino
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

O Mapa do Tempo foi o romance vencedor do prêmio Prêmio Ateneo de Sevilla de 2008 e chega agora ao Brasil como lançamento da editora Intrínseca.

[capa]

Fiquei completamente apaixonada pela capa original (à direita)

O livro é dividido em três partes que contam as histórias de três personagens diferentes que acabam se entrelaçando no decorrer da narrativa. Mas o foco principal da história é a invenção de uma máquina do tempo que, no ano de 1906, é capaz de levar as pessoas para o ano 2000. Essa máquina é trazida a público pela empresa Viagens Temporais Murray que cobra uma quantia significativa para levar as pessoas para um futuro onde as máquinas dominam e mostrar a elas a guerra definitiva que fará com que os humanos voltem a ter domínio do planeta.

Na primeira história acompanhamos Andrew que não tem nenhum interesse em ver o futuro. Na verdade, ele quer retornar ao passado e salvar sua amada que foi vítima de Jack, O Estripador. Na segunda, acompanhamos Claire e seu relacionamento com aquele que salvou a humanidade no ano 2000. E na terceira parte, acompanhamos a fuga de H.G. Wells pelo tempo para fugir de alguém que tenta roubar o manuscrito de seu maior sucesso para publicá-lo antes que ele tenha a chance.

O livro é narrado em terceira pessoa de uma forma como eu não via há tempos. O narrador não somente sabe tudo de todo mundo, como interage com o leitor na hora de revelar seu conhecimento. Não bastasse a história ambiciosa que Félix J. Palma desenvolveu, ele ainda encontrou uma maneira fantástica de narrar seu romance.

Embora o livro seja divido em três partes distintas, a história não se torna cansativa. Sempre nos deparamos com personagens interessantíssimos e por vezes até com algumas celebridades como H.G. Wells e o homem elefante. Os dilemas dos personagens são facilmente compreendidos pelo leitor que poderia se identificar com seus conflitos. Todo o fator de viagens no tempo traz à tona questões como destino e a possibilidade de se mudar o passado e quem sabe até o futuro.

Um romance da era vitoriana com toques de aventura e ficção científica, mas apesar disso não poderia ser mais real. A forma como cada história se resolveu (principalmente a de Andrew) não poderia ter me agradado mais. Um romance que com certeza eu não vou me esquecer por muito, muito tempo.