O Céu Vai Ter Que Esperar!

Por 6216 Acessos

O Céu Vai Ter Que Esperar!

Minha Classificação:
O Céu vai ter que esperar! goodreads
de
Publicação: em 2011
Gêneros: ,
ISBN: 9788528614916
Título Original: Heaven Can Wait
Páginas: 364
Tradução: Bruna Hartstein
Compre em lojas confiáveis:
saraivacultura
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

[capa]

A autora Cally Taylor já recebeu vários prêmios na categoria contos, mas esse é seu romance de estreia.

Na edição nacional, o céu é de purpurina, gente!

Lucy Brown está prestes a se casar quando descobre que tem uma doença em estado terminal. Ah espera, não é bem assim. Isso foi um engano. Mas de qualquer forma ela acaba morrendo na véspera do seu casamento depois de um trágico acidente e uma briga boba com seu noivo Dan. Ela descobre que não tem jeito de voltar à sua antiga vida, mas ela tem o direito de escolher se vai direto para o céu ou volta para a Terra na forma de fantasma. Ela não pensa duas vezes antes de escolher a segunda opção, mas antes de conseguir o que tanto quer ela recebe uma missão que pode atrapalhar um pouco os seus planos.

Quando eu vi o título e a sinopse tão parecidos com histórias que já estou cansada de ouvir como O céu pode esperar e Nem por cima do meu cadáver achei que ia passar o tempo todo pensando “Hum já vi isso antes” e não foi o que aconteceu. A história é totalmente nova e conta com situações hilárias que não estão presentes nos supracitados filmes.

Aqui, muitas vezes os personagens secundários roubam a cena, mas sem dúvida a maior diversão é Lucy Brown que bola os planos mais loucos pra conseguir cumprir sua missão. As partes em que ela relembra o relacionamento com Dan são a coisa mais fofa do mundo. Desde o pum que ela soltou no primeiro encontro ao passeio surpresa à Eurodisney.

É um enredo leve e envolvente com uma protagonista cativante que você precisa conhecer. Então não deixe pra depois, afinal você não vai ter que esperar (muito). Aguarde ;)

#1: A Canção do Súcubo – Georgina Kincaid 1, Richelle Mead

Por 4387 Acessos

A Canção do Súcubo

A Canção do Súcubo goodreads
de Richelle Mead
Série: Georgina Kincaid #1
ISBN: 9788576655428
Compre em lojas confiáveis:
saraiva
A compra pode render comissão ao blog.

Primeira frase da página 100:
“Sim, eu o li. Obrigada”

Do que se trata o livro?
Georgina é um súcubo (o que ela faz questão de ressaltar é diferente de ser um demônio) que se alimenta da energia vital dos homens que ela adquire através do sexo. Ela é linda e maravilhosa e durante o dia trabalha numa livraria e é completamente viciada nos livros do escritor Seth Mortensen.

O que está achando até agora?
Estou adorando. A história já levantou alguns mistérios que tive que correr pro final pra descobrir logo o que eram.

O que está achando da personagem principal?
Oh protagonistas da Richelle… Humor ácido, me fazendo rir sozinha em público e muitas cenas calientes.

Melhor quote até agora:

“Livros dão muito menos trabalho que orgasmos.” – Georgina Kincaid (não lembro em que página está)

Vai continuar lendo?
Lógico que sim. Impossível pra mim abandonar Georgina Kincaid e quero saber se o Seth (possível par romântico) melhora, porque até agora ele está tãoooo sem graça…

Última frase da página:
“Como resultado, eu o recrutara, contra sua vontade, como coprofessor para estas aulas improvisadas para os funcionários.”

UPDATE:
Quem quiser postar isso no site como uma tag fique à vontade. Basta colocar aquele banner vergonha alheia do começo e responder as perguntas. Se quiser pode acrescentar perguntas também. E deixa o link aí nos comentários pra eu te visitar ;)

Longe Demais

Por 5281 Acessos

Longe Demais

Minha Classificação:
Longe Demais goodreads
de
Publicação: em 2011
Gêneros: , ,
ISBN: 9788561784027
Título Original: Going Too Far
Páginas: 238
Tradução: Marcelle Barros Soares
Compre em lojas confiáveis:
saraivacultura
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

[capa]

Meg tem o cabelo azul e é uma adolescente rebelde. John é um policial certinho. E eles tem mais coisas em comum do que se pode imaginar.

Numa noite Meg está com o seu “namorado” e uns amigos bebendo e usando drogas nos trilhos do trem, o que é proibido, especialmente depois que um casal foi atropelado no local há muitos anos. Eles são flagrados por John que é o policial que ocupa o turno da noite naquela cidadezinha de interior. O castigo de Meg é ter que passar uma semana acompanhando John em sua ronda noturna. Essa é uma sugestão feita pelo próprio policial que tem muito a ensinar a Meg e não imagina que no final será ele a aprender uma grande lição.

“O destino é alog que você constrói. É a oportunidade. Você não tem esta por acaso. Você a escolheu de propósito. Se está insatisfeito com ela, pode mudar.”

Meg é uma personagem super divertida e, justamente por isso, fiquei feliz por esse livro ser em primeira pessoa. Apesar do tom dramático da trama é possível dar boas risadas. No começo é muito engraçado acompanhar as tentativas dela de adivinhar como é a vida pessoal e John.  Ela não leva nada a sério e por isso é difícil levá-la a sério algumas vezes também. Mas a relação deles (não necessariamente amorosa) é tão legal porque eles se completam. Enquanto ela vive fazendo piada de tudo, ele tem um olhar mais maduro sobre as coisas. É interessante ver como duas tragédias os transformaram em pessoas tão diferentes uma da outra.

Essa é uma história sobre crescimento pessoal, amadurecimento e mostra que mesmo coisas ruins podem nos trazer coisas boas se soubermos como lidar com a nossa dor. É impossível não se emocionar com o final do livro e passar dias pensando nele.