Swoon: Amor além do tempo – Swoon 1

por • 4326 Acessos

    Livros da série Swoon:

  1. Swoon
  2. Swear
Swoon: Amor além do tempo – Swoon 1

Minha Classificação:
Swoon: Amor Além do Tempo (Swoon, #1) goodreads
de
Publicação: em 2010
Gêneros: ,
ISBN: 9788501089038
Título Original: Swoon
Páginas: 364
Tradução: Regiane Winarski
Compre em lojas confiáveis:
saraivaculturasubmarinobwb
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

O que fazer quando o garoto dos seus sonhos é mau demais para ser verdade?

É diferente. É louco. É sexy. É revoltante. É curioso. É delicioso. É imperdível.

Em Swoon, Nina Malkin apresenta ao leitor uma coisa totalmente nova. Fugindo um pouco das histórias e universos repetitivos com os quais nos deparamos cada vez mais nos livros para jovens adultos, aqui temos uma protagonista que se apaixona pelo cara mau, alguém em busca de vingança. Isso já seria complicado, agora imagina se o “cara” em questão não fosse realmente uma pessoa e sim o espírito de alguém que foi morto injustamente no século XVIII? Isso torna as coisas ainda mais difíceis.

[capa]

Achei a capa brasileira lindíssima, mas a americana tem mais a ver com a sensualidade do livro.

Num dia Dice está observando sua prima Pen fazer mais uma de suas loucuras habituais. Ela fica realmente nervosa quando Pen se pendura numa árvore e cai. Antes que sua prima pudesse acordar, Dice é transportada para alguns séculos antes, próxima àquela mesma árvore ouvindo um jovem condenado gritar sua promessa de vingança. De volta aos dias atuais, sua prima parece estar bem, mas a protagonista com seus “poderes psíquicos”, tem certeza de que nada está realmente normal.

Nos próximos dias, a cidade está diferente e parece que o epicentro desta mudança é sua prima Pen. De repente todos estão com seus desejos sexuais à flor da pele, não conseguem se conter e começam a achar que qualquer hora e lugar é ideal para uma orgia. Porém Dice é a única que, mesmo afetada por esse clima, consegue se importar com as mudanças. Ela sabe que há algo de errado com sua prima. E no mínimo contato de sua pele, Pen já não é mais Pen e sim o homem mais lindo que já existiu na Terra. Aquele sorriso torto e aquele 1,80m eram simplesmente irresistíveis e Dice se vê apaixonada pelo espírito que está possuindo o corpo de sua prima. Ela vê ali a possibilidade de conversar com Sinclair Youngblood Powers e saber porque ele vem causando tantas mudanças na cidade. Ele então conta que busca vingança pela injustiça cometida contra ele há muitos séculos atrás e, mesmo apaixonada, ela não vê saída a não ser o exorcismo daquele espírito que está causando tanta confusão. O único problema é que Dice não sabe como fazer isso, mas Sinclair está disposto a ajudá-la (Ok, preciso de uma pausa aqui. Será que é mesmo uma boa ideia aceitar a ajuda de um espírito para seu próprio exorcismo? Claro que não). Depois de cumprir todos os passos indicados pelo espírito, Dice se surpreende ao ver que Sinclair não habita mais o corpo de sua prima, mas agora ele está de volta em sua própria forma e quer que todos o chamem de Sin (que siginifica “pecado” em português).

Garotas fazem coisas imbecis por causa de rapazes. Vem com o estrogênio.

O livro tem uma das histórias mais loucas – e confusas – que já li. Pode parecer meio difícil de entender como alguém pode se apaixonar pelo espírito que habita o corpo de sua prima, mas a autora fez isso de forma a não se tornar absurdo – não além daquilo que o livro já propõe por si só. O tom sexual também é uma coisa que eu não esperava em um livro com tantos adolescentes. Orgias, relações homossexuais, estupros e tudo o mais que se possa imaginar. E sem contar que Sin, entrou sem dúvida no ranking dos maiores cafas da literatura. Porque deixar uma garota apaixonada por um espírito num corpo de mulher, enganá-la a ponto de que fazer com que ela o traga de volta à vida, aprontar todo tipo de peripécias sexuais com outras pessoas e fazer Dice achar que estava tudo bem, exige talento. Talento este que só um cafa dos bons pode ter.

O livro terá continuação embora eu não veja o que mais poderia acontecer posto que tudo já foi feito no primeiro livro. Não acho que o final tenha deixado algo em aberto. Mas se tratando do livro mais louco dos últimos tempos, acho que nada poderia me surpreender.

24
comentários

Livros no Cinema

por • 2662 Acessos

Quando eu pensei em fazer um post chamado “Livros no Cinema”, duas ideias me vieram à cabeça: o óbvio de que alguns livros viram adaptações cinematográficas e uma prática muito legal que alguns países adotaram de exibir book trailers antes de filmes famosos nos cinemas.

No primeiro caso, dois dos meus livros favoritos tiveram seus direitos adquiridos por pessoas interessadas em levá-los para a telona. O primeiro deles é:

O NOIVO DA MINHA MELHOR AMIGA (Something Borrowed) – Emily Giffin
Esse livro conta a história de Rachel que sempre foi uma boa moça até que na noite de seu aniversário de 30 anos, acaba dormindo com Dex que é seu amigo de faculdade e noivo de sua melhor amiga. Depois do acontecido ela decide considerar aquilo um erro e seguir em frente, afinal ela estava bêbada, mas Dex diz que não estava tão bêbado assim. E isso pode ser um problema…

À esquerda a capa nacional lançada pela Editora Nova Fronteira e à direita a capa americana.

Leia tudo »

Lua Azul – Os Imortais 2

por • 5065 Acessos

    Livros da série Os Imortais:

  1. Para Sempre
  2. Lua Azul
  3. Terra de Sombras
  4. Chama Negra
  5. Estrela da Noite
  6. Infinito
Lua Azul – Os Imortais 2

Minha Classificação:
Lua Azul
de
Publicação: em 2010
Gêneros: ,
ISBN: Flavia Souto Maior
Título Original: Blue Moon
Páginas: 256
Tradução: Flavia Souto Maior
Compre em lojas confiáveis:
saraivasubmarinokobo
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

AVISO: Esta resenha pode conter SPOILERS para quem ainda não leu Para Sempre, o primeiro volume da série.

Ok, agora que estamos sozinhos, vamos lá.

[capa]

Depois de ter perdido sua família num acidente e ter reencontrado Damen, um imortal que é o amor de todas as suas vidas passadas e que a transformou em imortal também, Ever parece estar vivendo uma vida de sonho. Agora ela tem os melhores amigos, está finalmente se acostumando a morar com sua tia Sabine e está super feliz por estar vivendo uma linda história de amor. Mas depois que um aluno novo aparece na escola as coisas começam a mudar e tudo que ía tão bem agora está desmoronando. Seus amigos estão se afastando, Damen, que garantiu nunca ficar doente, está cada vez mais fraco e Ever tem que descobrir um meio de salvar seu grande amor. O que ela não espera é que essa descoberta pode mudar tudo…

Como eu já disse, você tem uma tendência para confiar nas pessoas erradas.

Sinceramente, eu não me empolguei muito quando li Para Sempre. Fiz até algumas (ok, muitas) críticas aqui na resenha. E devo admitir que ao ouvir que Lua Azul era ainda pior, fiquei receosa. Mas eu me surpreendi. Gostei muito mais desse livro que do anterior. Parece que as queixas que eu fiz não foram exclusivamente minhas, porque parece que a autora consertou tudo aquilo que eu reclamei do primeiro volume. Aqui também temos um vilão, mas esse é explícito desde o começo. O que mata mesmo são os momentos Bella Swan da protagonista que não sabe se deve ou não confiar naquela pessoa que ferrou tudo e está matando seu namorado. Mas fora isso, gostei muito da história e fiquei realmente empolgada aguardando as continuações e doida pra saber como e quando Ever vai ser capaz de consertar a burrice que cometeu no final do livro e que pode afastá-la de Damen para sempre.