Oscar Pill e a Revelação dos Médicus

Por 4706 Acessos

Oscar Pill e a Revelação dos Médicus

Minha Classificação:
Oscar Pill e a Revelação dos Médicus (Oscar Pill, #1) goodreads
de
Publicação: em 2011
Gêneros: ,
ISBN: 9788522011278
Título Original: Oscar Pill - La Révélation des Médicus
Páginas: 384
Tradução: Bluma Villar
Compre em lojas confiáveis:
saraivaculturasubmarino
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

O livro que vem considerado por muitos como “o novo Harry Potter” finalmente chega ao Brasil. Com a adaptação do último livro da série de J.K Rownling chegando aos cinemas esse ano, Oscar Pill é uma das apostas do produtor David Heyman para as telonas.

[capa]

Oscar tem 12 anos e vive com a mãe e a irmã. O pai morreu há alguns anos de uma maneira misteriosa. Apesar de Oscar ser fascinado por ciência, sua mãe o proíbe de chegar perto de qualquer coisa relacionada ao assunto. Ele está sempre arrumando problemas ao tentar defender os mais fracos na escola e todas as vezes em que entra numa briga, se cura com uma rapidez impressionante. Porém ao descobrir toda a verdade sobre seu pai, ele saberá que é diferente de qualquer outro garoto que conheça e que tem uma missão importante para impedir que o mal domine o mundo.

Impossível ter lido Harry Potter e não comparar os dois livros. Logo nas primeiras páginas, acompanhamos o Príncipe Negro fugir da prisão. Ele tem os mesmos poderes dos Médicus, mas os usa para o mal. Oi, Voldemort. Depois Harry, quer dizer, Oscar descobre que seu pai é super famoso entre os Médicus e por consequência ele também. Ao saber disso ele começa a ser treinado por Sr. Braves (Dumbledore) em Cumides Circle (Hogwarts). O Príncipe Negro quer dominar o mundo e, Oscar, um adolescente de 12 anos, tem que salvar o dia. Não parece que você já viu essa história antes?

Juro que pra mim, as únicas diferenças entre as duas séries foram: a construção do protagonista, onde Harry é totalmente bobo e indefeso e Oscar é “forte” e gosta de defender os injustiçados; e no ambiente. Aqui não há bruxaria; Médicus são aqueles que tem a capacidade de viajar pelo interior de qualquer ser vivo. Muitas descrições do corpo humano se dão graças a formação em medicina no autor.

O livro faz parte de uma série de até agora três livros, mas apenas um foi lançado no Brasil. Se (e somente se) você estava com saudades de ver o mundo ser salvo por um adolescente incomum, vale a pena se arriscar nas páginas de Oscar Pill e a revelação dos Médicus.

Top 5 – Os casais mais românticos da literatura contemporânea

Por 4390 Acessos

Hoje, dia dos namorados, não tem nada mais clichê legal que fazer uma lista de algum assunto romântico, né? Então aqui eu vou listar os 5 casais da literatura contemporânea que mais me fizeram suspirar. Vem comigo?

5° Lugar: Suzannah e Jesse – A Mediadora

Isso vai doer. Porque bem lá no fundo, eu vou saber que houve alguém… alguém que eu deveria conhecer. Só que eu nunca vou conhecê-lo. Vou passar a minha vida toda esperando por alguém que nunca vai chegar. Que tipo de vida é esse?

Ele é uma fantasma que perambula pela Terra há mais de um século; ela é uma adolescente que tem o poder/dom/chame como quiser de ajudar os mortos a “passarem para o outro lado”. Quando Suzannah conhece aquele cara (ok, fantasma) com ar latino e que é um perfeito cavalheiro, percebe que terá um grande problema, afinal eles nunca poderiam ficar juntos, certo? E é aí que acompanhamos a saga “A Mediadora” e as diversas aventuras antes do final meia-boca feliz (ou não).

 

4° Lugar: Lexi e Jon – Lembra de mim?

É como se eu tivesse treze anos de novo e estivesse apaixonada. Em uma sala cheia de gente, só consigo me concentrar nele. Onde ele está, o que está fazendo, com quem está falando.

Ela sofreu um acidente e perdeu a memória dos quatro últimos anos que mudaram tudo em sua vida. Sua família não tem a mínima intenção de ajudá-la a lembrar e ela não tem nenhum amigo de verdade. É aí que surge Jon, um cara de que ela não faz ideia de quem seja, mas que sabe tanto sobre ela e vai ajudar a colocar a vida de Lexi de volta nos eixos. Pausa pra cena lágrimas eternas que explica o significado dos girassóis na capa do livro.
 
 
lacos do espirito

3° Lugar: Rose e Dimitri – Série Academia de Vampiros

Se eu me permitir amar você, eu não vou me jogar para protegê-la. Eu vou me jogar para proteger você.

Eles tem muito em comum e ao mesmo tempo são completamente diferentes. Ela age sem pensar e ele é extremamente sensato e responsável. Quando começam a trabalhar juntos (como aluna e professor), uma enorme atração surge entre eles. Mas antes que possam pensar em ficar juntos eles enfrentam tantos, tantos obstáculos, que qualquer um teria desistido no meio do caminho. Mas não eles. Não Roza e Dimitri.
 
 

2° Lugar: Holly e Gerry – P.S. Eu te amo

Você é forte e corajosa e vai conseguir passar por isto. Compartilhamos alguns lindos momentos juntos e você fez minha vida… você fez minha vida. Não tenho arrependimentos. Mas sou somente um capítulo em sua vida, haverá muitos mais. Guarde nossas maravilhosas lembranças, mas, por favor, não tenha medo de construir mais algumas.
Obrigado por ter me dado a honra de ser minha mulher. Por tudo, sou eternamente grato.
Sempre que precisar de mim, saiba que estou com você.

Eles se conheceram no ensino médio e foram felizes por 15 anos, até que um câncer no cérebro os separa indefinidamente. Mas nem isso é capaz de apagar o amor que sentem um pelo outro. E com uma série de cartas deixadas antes de sua morte, Gerry ajuda Holly, sua esposa e melhor amiga, a superar a perda de um grande amor. Mais lindo impossível.
 
 

1° Lugar: Clare e Henry – A Mulher do Viajante no Tempo

Eu coloco minhas mãos em suas orelhas, puxo-a em minha direção e a beijo. Tento colocar meu coração no dela, por segurança, pro caso de eu perdê-lo de novo.

Ele tem um raro distúrbio genético que o faz viajar no tempo. Eles se conhecem e devido as suas viagens no tempo, passam a vida inteira juntos, desde a infância de Clare. Ele sempre vai e volta e ela continua esperando com um amor incondicional que supera qualquer dificuldade, até mesmo o tempo.
 
 
 
 
 

E para as solteiras…

Os Homens Com Quem Não Me Casei

Passar o dia dos namorados solteira, muitas vezes nos faz pensar nos relacionamentos que por algum motivo não deram certo. E Hallie, não só pensa nesses relacionamentos fracassados, como vai atrás de cada um dos seus ex ver o que aconteceu com os homens com quem não se casou. Leitura imperdível.

 
 
 
 

Esse dia dos namorados vocês estão passando sozinhos os acompanhados? Quais são os casais mais românticos na sua opinião e qual livro você recomenda pra quem está solteira (o)?

33
comentários

Harry Potter e o Cálice de Fogo – Harry Potter 4

Por 6422 Acessos

    Livros da série Harry Potter:

  1. Harry Potter e a Pedra Filosofal
  2. Harry Potter e a Câmara Secreta
  3. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban
  4. Harry Potter e o Cálice de Fogo
  5. Harry Potter e a Ordem da Fênix
  6. Harry Potter e o Enigma do Príncipe
  7. Harry Potter e as Relíquias da Morte
  8. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada
Harry Potter e o Cálice de Fogo – Harry Potter 4

Minha Classificação:
Harry Potter e o Cálice de Fogo (Harry Potter, #4) goodreads
de
Publicação: em 2001
Gênero:
ISBN: 8532512526
Título Original: Harry Potter and the Goblet of Fire
Páginas: 583
Tradução: Lia Wyler
Compre em lojas confiáveis:
saraivaculturasubmarinoamazonbwbkindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Este post faz parte do Desafio Mágico proposto pelo blog Nem Um Pouco Épico.

Como essa é uma série que quase todo mundo já leu (ou viu os filmes, whatever) eu não vou fazer uma resenha normal. Então já aviso que o texto será recheado de SPOILERS e na verdade será no estilo da Restrospectiva Vampire Academy do blog Leiturinhas.

Antes de tudo, gostaria de relembrar que até agora eu só li os quatro primeiros livros da série Harry Potter e vi os quatro primeiros filmes. Eu não sabia absolutamente nada sobre a série e, nos filmes, eu não sabia quem interpretava a maioria dos personagens. Sei que prometi não caçar spoilers, masssss as pessoas começaram a falar coisas, aí chutei o balde e fui procurar outras. Agora já sei quem morre até o final da saga, como morre e, principalmente, sei o segredo do Snape =,)

Harry Potter e o Cálice de Fogo foi um livro que eu intercalei com vários outros. Devo ter demorado uns dois meses pra terminar de ler, então já esqueci muita coisa do começo. Ontem fui assistir o filme pra relembrar algumas coisas, mas eles mudaram tudo e no final continuei na mesma. Se eu esquecer alguma coisa ou falar alguma besteira, desculpa.

Ah e vale lembrar que eu li a edição em português, portanto usarei os termos conforme a tradução da Rocco.

Quarto volume da saga. Harry Potter, agora com 14 anos, já é um bruxo adolescente. E terá que enfrentar muitos perigos em seu quarto ano na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Lord Voldemort irá recrutar seus antigos aliados e parceiros do mal para voltar a dominar o mundo dos bruxos. Potter terá que ajudar a impedi-lo e, ainda, resolver outro espinhoso problema: conquistar o coração de Cho Chang, uma bela jogadora de quadribol.

ÚLTIMO AVISO: O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS.

[capa]

Ah agora sim, Rowling. Era disso que eu estava falando! Esse livro já começa com uma cena emocionante em vez das cenas revoltantes na casa dos Trouxas Imbecis. Voldemort e Pedro Pettigrew planejando uma possível emoção para as próximas páginas e matando um velho inocente com um Avada Kedrava. Harry vê essa cena em um sonho e começa a sentir uma dor horrível na cicatriz. Mas nada disso importa porque foi só um sonho ah tolinho e em poucos dias começa a Copa Mundial de Quadribol. Claro que os Trouxas Imbecis jamais permitirão que ele vá pra essa coisa maligna, mas nada como ter um padrinho que é um criminoso foragido pra assustar os tios idiotas que acabam permitindo que ele vá. Alguns dias depois todos os Weasley vem buscá-lo e os gêmeos deixam cair sem querer uma bala mágica porque sabem que o porc… err… Trouxa Imbecil Jr. vai comer e não dá outra. Ele come e você morre de rir.

Enquanto não chega o dia da Copa, Harry fica na Toca vivendo uma vida em família como nunca teve oportunidade. É tudo tão lindo, ele se sente tão acolhido etc etc. No dia do jogo eles saem de madrugada e vão procurar a bota que na verdade é uma chave de portal que os leva diretamente ao local dos jogos. (aqui eu não lembro o nome dos personagens que estão então vou disfarçar falando das coisas por alto). Chegando lá eles encontram Cedrico Diggory (sobrenome… ops) que deveria ser um cara lindo e maravilhoso, mas acabou sendo o Robert Pattinson. Percy está todo “oh meu chefe é demais” zzzz. Eles ficam em barracas de acampar que na verdade são grandes mansões. Coisa linda. Na hora do jogo, os Weasley, Harry e Hermione ficam no melhor lugar do estádio junto com Winky, um elfo doméstico que está guardando lugar para Crouch, seu amo/mestre, sei lá, esqueci como eles chamam. Oh veelas, Vitor Krum é o melhor apanhador ever, oh que jogo, fim. No dia seguinte, talvez, sei lá, esqueci, é conjurada a marca negra no céu que nada mais é que o sinal de Voldemort e o pior é que usaram a varinha do Harry pra conjurar a marca, mas todos sabemos que não foi ele. Então começam a achar que foi a Winky (quê??) e ela acaba sendo libertada, aka despedida e ninguém sabe quem colocou aquela coisa horrível no céu. Bom, tem gente que sabe, mas só vão te contar no final. Então aguenta aí.

Começam as aulas em Hogwarts e esse ano não vai ter Quadribol na escola porque terá algo bem melhor! Tentativas de homicídio a adolescentes inocentes, também conhecido como Torneio Tribruxo. Duas outras escolas de magia vem para se inscrever para o torneio: Beauxbatons e Durmstrang. Apenas aqueles com mais de 17 anos podem colocar seu nome no cálice de fogo que selecionará um vencedor de cada escola. Os gêmeos Weasley tentam colocar seus nomes e acabam saindo com barbas ao estilo Dumbledore, então ninguém mais tenta burlar a regra da idade. No dia do anúncio dos vencedores saem os nomes de Fleur, Krum, Cedrico (nooooo) e………………. HARRY POTTER. Oh que surpresa, eu não esperava por essa! Cof.

Rony para de falar com Harry porque aparentemente ele queria se matar, e Harry fica revoltado porque ele não colocou o nome no Cálice!! Ele manda uma coruja pra Sirius que fica preocupado com isso e já sabe que alguém está tentando matar Harry, como em todos os outros livros. Bem, na primeira prova Harry tem que enfrentar um dragão e ele faz isso voando na sua Firebolt (Accio Firebolt! Já tentei fazer Accio controle remoto, Accio Travesseiro mas nada disso funcionou. Droga de vida.) depois que Olho Tonto Moody, novo professor de defesa contra as artes das trevas (professores dessa matéria geralmente são os culpados. Notem), dá a dica de como se livrar dessa primeira prova. Na segunda, Harry tem que salvar Rony no fundo do lago e é Cedrico que dá a dica de como será a segunda prova. Ele é legal, viu gente? Ele não merecia….. Enfim, claro que pra descobrir exatamente qual seria essa prova, Harry teve que tomar um banho de espuma com a murta que geme, mas prefiro não entrar em maiores detalhes. Hermione tenta ajudar, mas não consegue. Então quem salva Harry é Dobby que traz o guelricho (acho que é essa a grafia, mas não me lembro e eu fiz Accio Cálice de fogo e não funcionou, então eu chutei) que permite que Harry respire debaixo d’água. E ele com seu complexo de super herói quer salvar todo mundo e acaba não ganhando o primeiro lugar na prova. A terceira prova terá seu parágrafo próprio daqui a pouco. Pera aí.

Agora sabemos que terá um baile em Hogwarts em que os campeões de cada escola terão que dançar na frente de todos, cada um acompanhado de seu par. Harry pensa em convidar Cho, mas tanto enrola, que Cedrico a convida primeiro. Então ele e Rony ficam sem par, Rony chama Hermione que diz que já tem par e eles acabam indo com umas garotas chatas. Hermione chega no baile linda e maravilhosa acompanhada de Krum e Rony tem uma crise de ciúmes embora ele não saiba/admita que é disso que se trata.

Na terceira prova do torneio, os campeões tem que enfrentar um labirinto e suas armadilhas para chegar à taça do torneio. Cedrico e Harry que estão empatados em primeiro lugar no torneio, entram juntos. Harry está andando sozinho e ouve Fleur gritar, vai tentar encontrá-la. mas não consegue. Oi, labirinto. Depois encontra Krum tentando enfeitiçar Cedrico e o salva. E depois de outros obstáculos, acabam chegando juntos à taça. Harry se machuca e os dois ficam naquela “ah você pega a taça” “oh não você é que deve pegar” “você pega” “não, você” e eu gritando “DÁ PRA ALGUÉM PEGAR LOGO ESTA PORCARIA?”, até que eles decidem pegar juntos para que os dois sejam campeões. Os dois pegam a taça e são teletransportados pra um cemitério, onde você só ouve mate o outro e Avada Kedrava e de repente Cedrico Cullen está morto no chão. Nãoooooooooooooooooooooooooooooo. Depois dessa, tipo assim, dane-se ok, o Cedrico era legal e não merecia TÁ? Dane-se que o Voldemort vai voltar U_U

*para de ler o livro um tempão e vai fazer outras coisas*

Tá, que seja, o Pedro coloca umas coisas dentro de um caldeirão, coloca sua mão, o sangue do Harry e abracadabra, Voldemort voltou. Ele chama os Comensais da Morte dá um mega esporro porque oi, eu fiquei desaparecido por 14 anos e ninguém me ajudou, muito bonito! Depois de um belo chamadão nos comensais, dentre eles o pai do Chato Malfoy, ele se lembra que Harry Potter está ali então começa a ameaçá-lo bla bla bla e Harry decide que pode até morrer, mas não sem lutar. Então quando Voldemort lança um Avada Kedrava, Harry lança um Expeliarmus (oh bonitinho) ao mesmo tempo e devido ao Priori Incantatem as duas varinhas ficam presas e começam a sair fantasmas (?) da varinha do Lorde das Trevas e podemos rever Cedrico Cullen, o velho inocente e os pais de Harry. Cedrico pede que seu corpo seja levado de volta a Hogwarts e os pais de Harry dizem que vão enrolar Voldemort pra que ele possa voltar à escola. Ele então corre, agarra a mão do Cedrico, faz um Accio pra taça e volta a Hogwarts.

Ah é nem falei que o Harry “mergulhou” na penseira do Dumbledore e viu a condenação de vários Comensais da Morte antigamente. Mas enfim, quando ele volta a escola e todos veem que Cedrico morreu e Harry está chorando, Dumbledore pede um momento para contar aos Cullen sobre a morte de seu filho querido e Olho Tonto Moody leva Harry para relaxar. Mas tadã Moody na verdade é o suposto filho morto de Crouch e está tentando matar Harry pra agradar seu mestre, Voldemort. Ele tem tomado poção polissuco esse tempo todo e com uma poção da verdade (que esqueci o nome) ele revela tudo o que aconteceu e porque ele não morreu quando todos pensaram que estava morto e no final recebe um beijo do Dementador. Adios Crouch.

Sirius está esperando na sala de Dumbledore e fica feliz em saber que Harry está bem. O ministério acho que Dumbledore bateu a cabeça e que Voldemort não voltou porcaria nenhuma. Oh ministério, wait and see. Ih esqueci de falar da Rita Skeeter, aquela pessoa bacana que inventou um monte de mentiras sobre tudo e agora é refém da Hermione. Enfim, Harry dá os mil galeões de prêmio do torneio para os gêmeos, volta para a casa dos Trouxas Imbecis enquanto Voldemort está em algum lugar planejando uma forma de tornar o próximo livro cheio de emoções.

Saldo Final:

  • Sinto que estou virando fã de Harry Potter aos 45 do segundo tempo
  • Avada Kedrava é o feitiço favorito de Voldemort
  • Accio deveria ser algo que funciona na vida real
  • Esqueci de mencionar o F.A.L.E.
  • Marquei esse livro como favorito

Chutes para os próximos livros:

  • Estou lendo A Ordem da Fênix que logo nas primeiras páginas já explicou o que significa
  • Já sei o segredo do Snape, mas dizem que dá pra começar a chutar a partir do livro 5. Veremos.
  • Não faço ideia do que tanto pode acontecer pra esse livro ser o maior da série com suas mais de 700 páginas.

E o desafio mágico continua! Em algum dia das próximas semanas confira o resumo-gigante-que-deixa-de-ser-resumo-e-acaba-do-nada de “Harry Potter e o a Ordem da Fênix”.