Batman vs Superman: A Origem da Justiça

por • 11301 Acessos

Batman vs Superman: A Origem da Justiça

Minha Classificação:
Batman vs Superman: A Origem da Justiça The Movie DB
de Zack Snyder
Título Original: Batman v Superman: Dawn of Justice
Estreia: 25 Mar 2016
País: USA
Gênero: Ação, Aventura, Sci-Fi
Roteiro: Chris Terrio, David S. Goyer, Bob Kane (Batman created by), Bill Finger (Batman created by), Jerry Siegel (Superman created by), Joe Shuster (Superman created by)
Elenco: Ben Affleck, Henry Cavill, Amy Adams, Jesse Eisenberg
Duração: 151 min

Como todo mundo deve saber, quinta passada estreou Batman Vs Superman: A Origem da Justiça nos cinemas de todo o mundo. Eu fui ver o filme na estreia (e quase não o vi nesse dia, mas aparentemente Deus existe) e vim aqui pra contar as minhas impressões dele para vocês (já aviso que podem me julgar nos comentários, mas por favor, façam isso com classe). Ah, e podem ficar despreocupados porque essa resenha é SPOILER FREE / SEM SPOILERS e um pouquinho grande também.

Enquanto Bruce Wayne é torturado por seu passado, Batman resolve voltar à ativa quando presencia os desastres que ocorreram em Metrópolis após Superman ter se tornado uma pessoa pública e um super-herói. Batman o vê como uma potencial ameaça, ao passo que muita gente enxerga Superman como um deus que veio para resgatar a raça humana. Então ao invés de conversarem bonitinhos, os dois resolvem sair no tapa como dois bons homens (cof cof, um homem e um alien) cheios de testosterona, porém quando uma ameaça maior surge, são obrigados a se juntarem para evitar uma grande calamidade.

batman vs superman

Antes de toda e qualquer coisa, preciso confessar que, após ler N críticas negativas e ver N fãs falando muitíssimo bem do filme, minhas expectativas estavam realmente baixas. Achei que fosse ser um filme bem ruinzinho, mas até que me surpreendi porque foi bom. Não muito bom, nem ótimo, apenas bom. Pontualmente o filme tem umas sacadas realmente ótimas/muito boas, mas o conjunto da obra, pra mim, foi só bom. Existem imperfeições muito grandes no roteiro e por isso a história se torna meio falha, e isso me irritou um pouco durante a sessão – fiquei com uma impressão de que o filme tinha bem mais potencial, mas não souberam aproveitá-lo. Ah, outras coisa, assisti o filme em 3D e vou falar uma coisinha aqui porque eu amo vocês e quero que gastem o dinheirinho suado de vocês bem gasto: o 3D não muda absolutamente nada da experiência cinematográfica do filme, então se vocês quiserem salvar umas moedas, vejam em 2D mesmo que nada muda.

gif02

Para mim, o filme foi bem sucedido no que tange à dita “origem da Justiça”. Zack Snyder jogou a galera ali muito bem jogada: introduziu levemente o Batman que é diferente do de Christopher Nolan, e por isso precisava de uma reintrodução naquele universo novo; mostrou o Superman que conseguiu aprender com seus erros em Homem de Aço; Lex Luthor estava simplesmente lá com a LexCorp; e Diana Prince aparece de uma forma necessariamente aleatória, já que seu filme solo sai ano que vem (eeeeeeeeeeeeeeee). Os outros personagens da Liga da Justiça que fazem cameo no filme, o fazem por muito pouco tempo, o suficiente para deixar uma sensação de “quero mais” que vai ser explorada também no filme da Liga da Justiça (a parte 1 está prevista para 2017). O tom do filme é bem sério e tenso, como era de se esperar, já que é o embate entre os dois maiores super-heróis da DC Comics. Pra quem comparou esse filme com os da Marvel, eu realmente gosto mais dos da Marvel, mas são duas coisas diferentes e eu achei boa a diferença entre um jeito e outro de se fazer filme. Pontos para a DC!

Ah, agora tu vai ver só!

Agora eu vou pontuar algumas coisas que eu realmente não gostei no filme. Começando pelos flashbacks, que assumiam que o espectador é idiota e não tava ali vendo o filme desde o começo ou não entendeu muito bem como a mãe e o pai do Bruce morrem, então precisavam mostrar a mesma coisa sessenta e três vezes. Aliás, a importância disso no filme é deixada bem clara desde as primeiras cenas, então para quê repetir? E a razão pela qual essa cena é mostrada duzentas e dez vezes acabou sendo bem tosca no contexto do filme, e por isso, perdeu muitos pontos comigo. Pelo amor de Deus, precisava ser tão idiota assim (na hora que passou a cena no filme eu soltei um “fala sério!!!!”)?! Agora, as cenas de ação entre o Batman, o Superman, a Mulher Maravilha e o Apocalipse são muito boas, e estão de parabéns – bem que já dizem que o Zack Snyder é mais visual e o visual do filme é bem bom. Ainda no visual, os figurinos são lindíssimos e refletem muito dos personagens, as roupas da Mulher Maravilha quando ela está como civil são apenas lindíssimas e fazem muita alusão ao uniforme de super-heroína dela.

Por mais que me doa no fundo do coração, o Ben Affleck foi um bom Batman. Na verdade, ele deixou o Christian Bale no chinelo. Queria até deixar em suspenso o meu ódio publicamente declarado por ele no post da semana passada, porque o cara parece que realmente nasceu para esse papel, ele foi um ótimo Batman e um Bruce Wayne bom (existem diferenças sim, meus caros). Henry Cavill como sempre aquela pessoa desprovida de carisma que apenas franze o cenho e pisca em situações diversas; a única reação real que ele teve em todo filme foi quando a armadura do Batman pára o soco dele (que você pode ver em 1:58min no trailer final, por isso não é spoiler). Agora, a Gal Gadot foi uma Mulher Maravilha/Diana Prince muito boa, mas não a ponto de me deixar obcecada ou coisa do tipo, foi muito boa nas cenas no decorrer do filme (embora seu espaço de tela tenha sido bem pouco) e ótima nas cenas da batalha. Só. Porém, quem mais está gerando controvérsias entre quem assistiu o filme foi o Jesse Eisenberg no papel do vilão Lex Luthor, o grande antagonista do filme. Pra mim ele foi o destaque do longa, pois atuou melhor do que muitos atores dentro do filme, mesmo sendo o mais jovem dali; só que o Lex retratado na tela é um Lex mais esquizofrênico, com maneirismos de vilão e atitudes muito físicas, enquanto o Lex dos quadrinhos é mais contido, é aquele psicótico mais comportadinho que é mais frio e condescendente. Não sei exatamente definir minha opinião sobre isso, portanto vou finalizar o post com uma imagem com a qual me identifiquei muito:

tumblr_o4tnaqVuKK1uhu0gno1_500

“Eu te odeio… Mas te amo… Mas te odeio.”

Se gostou do post não deixa de compartilhar nas redes sociais ou comentar ali embaixo ♥


Você viu esse filme? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
(2 votos, média: 3,50 de 5)




Deixe um comentário

*