Você está em: Início / Categoria / Livros / Pagina 100

#55: O Ceifador – Scythe 1, Neal Shusterman

por • 3806 Acessos

O Ceifador (Scythe, #1)

O Ceifador (Scythe, #1) goodreads
de Neal Shusterman
Série: Scythe #1
ISBN: 9788555340352
Compre em lojas confiáveis:
saraivaculturasubmarinoamericanasshoptimeamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Primeira frase da página 100:
É nosso trabalho saber.

Do que se trata o livro?
Em um futuro -distópico?- o conhecimento acumulado na nuvem se tornou uma inteligência artificial com consciência, evoluindo para a Nimbo-Cúmulo. Esse conhecimento permitiu a derrubada de políticos, erradicação da morte e da desigualdade social extrema. Porém, já que as pessoas não morrem mais naturalmente se fez necessário criar uma mecanismo para matá-las, evitando uma superpopulação. Para isso foi criado a Ceifa, uma espécie de instituição, que designa Ceifadores para coletar vidas, eles não estão sob o julgo da Nimbo-Cúmulo e estão acima de qualquer lei, menos das que foram criadas pela Ceifa.

O que está achando até agora?
Muito interessante. Filosoficamente o livro traz questionamentos importantes sobre a finitude da vida e as possibilidades de se viver indefinidamente, com todo conhecimento ao alcance e sem objetivos concretos para almejar. Como a vida deixa de ser importante quando você sabe que ela não vai acabar. O questionamento moral e social que os Ceifadores enfrentam, dos outros e deles mesmos, também é outro fator importante dentro dessa história, que mostra mais uma vez que o grande mal do mundo é o homem.

O que está achando da personagem principal?
São dois protagonistas: Citra e Rowan. Ambos estão numa situação que não queriam estar, mas entendem que é necessário. Por enquanto foi desenvolvido mais o mundo do que os personagens, mesmo que eles sejam os narradores da história. Por enquanto eles são apenas ok, formiguinhas em um plano maior.

Melhor quote até agora:

O conserto de pontes e planejamento urbano poderia ser entregue à Nimbo-Cúmulo, mas tirar uma vida era um ato de consciência e senso moral. Como não se podia comprovar que a Nimbo-Cúmulo tinha nenhum dos dois, nasceu a Ceifa. Não lamento essa decisão, mas sempre me pergunto se a Nimbo-Cúmulo teria feito um trabalho melhor.

Vai continuar lendo?
Com certeza! Nada como um questionamento moral para animar as coisas. Não consigo tirar essa história e esse mundo da minha cabeça, mesmo quando não estou lendo me pego pensando nos possíveis desdobramentos e atitudes que a sociedade tomou e fico traçando paralelos com o nosso mundo.

Última frase da página:
Citra ficou fascinada com a forma como Rowan se comportou.

0
comentário

#54: Falando o Mais Rápido que Posso, Lauren Graham

por • 3374 Acessos

Falando o Mais Rápido que Posso

Falando o Mais Rápido que Posso
de Lauren Grahan
ISBN: 9788501109958
Compre em lojas confiáveis:
saraivaculturasubmarinoamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Primeira frase da página 100:
"Às vezes, quando leio algo que quero muito, fico meio obcecada e enlouqueço, mesmo que por um curto período de tempo."

Do que se trata o livro?
Falando o Mais Rápido que Posso é uma autobiografia da Lauren Graham, mais conhecida como a Lorelai de Gilmore Girls. Até onde li é basicamente sobre a vida profissional e tudo o que ela passou até alcançar a fama com essa série que é uma das minhas preferidas (tô falando da série original, por favor não me obrigue a falar do revival).

O que está achando até agora?
Estou gostando, mas não amando. A Lauren é engraçada, mas nada que se compare à Lorelai, claro, porque era só uma personagem escrita por outras pessoas. Não é que o livro seja ruim, mas é só que não me dá vontade de sentar e ler tudo de uma vez. Agora que ela finalmente vai começar a falar sobre Gilmore Girls de repente leio mais rápido, né? Vamos ter esperanças.

O que está achando da personagem principal?
A protagonista é a própria Lauren né, uma mulher branca de classe média, então não tem assim "ó grandes conflitos", mas ok.

Melhor quote até agora:

"É difícil dizer exatamente quando uma coisa vai acontecer, e é verdade que, não importa o que você esteja buscando, talvez não aconteça no momento no qual aposte todas as suas fichas, mas, algum dia, em breve, um trem virá. Na verdade, talvez ele já esteja a caminho. Só que você ainda não sabe disso."

Vai continuar lendo?
Vou sim, se eu desistir, a minha carteirinha do fandom de Gilmore Girls pode ser confiscada e não queremos isso, não é mesmo?

Última frase da página:
"Eu gostaria de ser como ela um dia."

OBS: Estou lendo esse livro em e-book então na verdade não tirei as informações da página 100 e sim da posição 30% do livro no meu Kindle (como também tenho o livro físico, fui olhar e essa parte é a página 73).

#53: O Filho Dourado – Fúria Vermelha 2, Pierce Brown

por • 3568 Acessos

Filho Dourado (Red Rising Trilogy, #2)

Filho Dourado (Red Rising Trilogy, #2) goodreads
de Pierce Brown
Série: Fúria Vermelha #2
ISBN: 9788525059543
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacculturasubmarinoamericanasshoptimeamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Primeira frase da página 100:
Como se cem fosse o bastante para combater a máquina bélica dos Ouros.

Do que se trata o livro?
Após os acontecimentos no Instituto, Darrow precisa continuar mostrando o seu valor. Maquinações políticas, acordos e duelos o esperam na sua jornada para mudar a sociedade.

O que está achando até agora?
Ótimo, Pierce Brown mantém o ritmo de ação do primeiro livro e leva Darrow cada vez mais ao seu limite.

O que está achando da personagem principal?
Eu gosto do Darrow, às vezes ele fica confuso sobre qual atitude tomar, travando uma guerra de lealdade entre sua missão e a amizade com alguns Ouros. E toda vez que ele fica no meio termo sempre faz burrada. Porém, quando toma uma decisão ele é como uma flecha: rápido e certeiro. Definitivamente um dos melhores protagonistas que li esse ano.

Melhor quote até agora:

Está claro que eu não sou amada. Se eu fosse amada, haveria um coração aqui pra saciar minha fome de vingança. Se eu fosse amada, minha família honraria o irmão perdido. Mas eu não sou amada. Ele não é vingado. Eles não fazem nada. O que foi que eu fiz para merecer uma família tão odiosa?

Vai continuar lendo?
Definitivamente, mal posso esperar para descobrir mais sobre a jornada de Darrow.

Última frase da página:
Dancer sempre o respeitou - digo. - Eu o respeito, apesar de todas as... excentricidades dele.