The Bold Type

por • 1996 Acessos

The Bold Type

Minha Classificação:
The Bold Type - 2017 The Movie DB
de Sarah Watson
Status: 1 temporada
Episódios vistos: 2
Elenco: Katie Stevens, Aisha Dee, Meghann Fahy, Sam Page, Matt Ward, Melora Hardin
Gênero: Drama
Canal Original: Freeform
Canal no Brasil: Nenhum
Duração do Episódio: 45 minutos

Baseada na vida de Joanna Coles, editora da Cosmopolitan, The Bold Type conta a história de três amigas americanas de 20 e poucos anos que trabalham numa revista feminina. A protagonista, Jane, é vivida pela Katie Stevens que ficou famosa no American Idol e posteriormente com a série Faking It da MTV.

A série estreou do nada, eu não tinha nem ouvido falar, e de repente começaram a surgir diversas críticas recheadas de elogios. Obviamente fiquei curiosa e resolvi ver os dois únicos episódios lançados até então. A primeira coisa que me conquistou foi: amizade feminina. É tão simples porém tão raro ver na TV/cinema mulheres sendo amigas de verdade, se apoiando sem sentir inveja das conquistas da outra, etc. A primeira cena da série é essa aí da imagem acima e tudo o que aconteceu até chegar ali conseguiu mostrar muito bem quem é cada uma delas. O primeiro episódio soube usar os 45 minutos de duração para apresentar suas personagens.

Os episódios conseguem misturar bem o trabalho das moças na revista com suas vidas pessoais fazendo um paralelo entre as duas coisas. Pelo menos até o momento, todo os assuntos abordados são sérios e foram tratados com todo o respeito e argumentos que merecem, sem contar que o roteiro não optou por soluções mágicas e fáceis para os problemas apresentados e nem transformou os possíveis romances em coisa de conto de fadas. É tudo bem realista e de fácil identificação para quem assiste. Mesmo que eu seja mais velha que as personagens e tenha uma vida bem diferente, consegui me ver nas situações justamente por terem sido tratadas com tamanha delicadeza.

The Bold Type é uma série que chegou na hora certa, porque eu sinceramente não imagino ver esses assuntos sendo tratados por mulheres tão fortes e independentes há 10 anos. Sim, algumas tentaram (Sex and the city e Felicity, só para citar algumas), mas acabavam caindo em clichês, ou fazendo as moças tomarem decisões duvidosas “”””em nome do amor”””” e perdendo um pouco a força. No entanto, reconheço o problema de nos dois primeiros episódios, todos os assuntos surgiram e foram resolvidos ali mesmo. Isso é bom para quem assiste um ou outro capítulo, mas em outras séries que já vi serem canceladas antes da hora, acabou se tornando um problema pois o espectador perde a vontade de acompanhar e com isso a audiência cai. Espero no entanto que seja renovada e continue a existir enquanto tiver histórias para contar.

Se gostou do post não deixa de compartilhar nas redes sociais ou comentar ali embaixo ♥


Você viu essa série? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas




Deixe um comentário

*