Herdeira do Fogo – Trono de Vidro 3

por • 7450 Acessos

    Livros da série Trono de Vidro:

  1. Trono de Vidro
    1. A Lâmina da Assassina
  2. Coroa da Meia-noite
  3. Herdeira do Fogo
  4. Rainha das Sombras
  5. Império de Tempestades (Tomo 1) | Império de Tempestades (Tomo 2)
  6. Ainda sem título
Herdeira do Fogo – Trono de Vidro 3

Minha Classificação:
Herdeira do Fogo goodreads
de
Publicação: em 2015
Gênero:
ISBN: 9788501401403
Título Original: Heir of Fire
Páginas: 518
Tradução: Mariana Kohnert
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacculturasubmarinoamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Esse é o terceiro volume da série Trono de Vidro, por isso, CONTÉM SPOILERS do primeiro e do segundo livro. Aqui está o que achei de Trono de Vidro e Coroa da Meia-Noite.

Em seguida às revelações incríveis do final do segundo livro, Celaena está em Wendlyn (território seguro para ela) após Chaol insistir para que a assassina cumprisse uma missão para o rei de Adarlan. Lá ela encontra sua tia Maeve, a última rainha feérica, que emana poder e exige que a assassina treine com Rowan, príncipe guerreiro, para que possa finalmente tomar seu lugar como rainha; porém as intenções dela podem não ser tão puras assim. Já em Adarlan, Dorian e Chaol se encontram numa encruzilhada entre os rebeldes de Forte da Fenda, os poderes desconhecidos do rei e a descoberta de que Dorian possui magia.

Ela não conseguia se lembrar de como era ser livre. Pág. 82

Antes de qualquer coisa, preciso deixar frisada aqui a minha decepção para com a Galera. Poxa, um livro caro desses e a tinta do título simplesmente desaparece com o tempo, conforme o seguramos para ler? A parte metalizada da capa, que tem o título da série, é de um tom lindo de cobre, mas o exemplar que eu peguei emprestado da minha amiga para ler, agora, depois que eu e ela o lemos, já não tem mais as letras “o”, “n” e “o” de Trono da capa. É frustrante. Mas enfim, o livro apresenta apenas esse defeito, e nem tem a ver com conteúdo.

Nesta magnífica continuação da série, temos uma evolução de personagens enorme: Celaena e Dorian parecem amadurecer imensamente com os acontecimentos de Coroa da Meia-Noite, enquanto Chaol tá bem chato, já vou adiantando logo. Vemos a nossa anti-heroína despedaçada e arrasada pelo luto e por tudo que a vida já lhe tirou, sem esperanças e com medo de se assumir como Aelin, herdeira o trono de Terrasen, e ao longo do livro vamos crescendo e amadurecendo junto com ela ao passo que finalmente nos é descortinado o passado tão tormentoso da princesa, as razões pelas quais ela se tornou assassina e qual a extensão do peso em seus ombros – o tom sombrio da narrativa vem crescendo agora que a história está chegando ao clímax, e algumas passagens da história de Celaena/Aelin são bem pesadas. Já Dorian se encontra encurralado com a sua magia indomada ali, ao lado do pai perigoso e se reafirma como um futuro rei; e honestamente, para mim, Chaol nesse livro serviu apenas como base para a introdução de Aedion Ashryver, primo de Aelin e aliado do rei de Adarlan (personagem super importante) enquanto tinha uma fase meio emo-gótico. 

– Tire esse sorrisinho falso e mentiroso do rosto. – A voz dele estava tão morta quanto os olhos, mas tinha um tom afiado como uma lâmina.
Celaena manteve o sorrisinho falso e mentiroso.
– Não sei do que está falando. Pág. 97

Agora, nesse livro, Sarah J. Maas dá um aumento significativo ao universo de Trono de Vidro, não apenas adicionando outros lugares, mas também seres diversos. É a expansão fantástica incrivelmente bem feita que o leitor espera, já que em Adarlan a magia não funciona, mas em Wendlyn sim, e é lá que está Celaena, agora Aelin, feérica. As criaturas são em suma do mal, frutos da perversidade do rei, mas também existem seres comuns e que dão medo, deixando o livro recheado de ação e reviravoltas; ao contrário do que se assume no começo, porque o treinamento de Celaena com Rowan (maravilhoso) até pode parecer enrolação, mas a autora lida com isso muito bem, sem deixar o livro perder o ritmo. Temos então o príncipe feérico, Rowan (lindo demais), que é juramentado à rainha Maeve, além de personagens secundários super legais e bem desenvolvidos em seus devidos espaços, como Emrys e Luca, além da inserção de uma bruxa, Manon, que possui capítulos próprios, e portanto divide o livro com Celaena, Dorian e Chaol.

– Me reconforta saber que pessoas como você têm um lugarzinho especial à espera no inferno. Pág. 268

Não posso e nem vou ficar escrevendo aqui o que acontece no livro, mas esse volume talvez seja o mais importante e também é um prelúdio do que podemos esperar pela frente. Acabou cheio de ganchos, com um final incrível e ao mesmo tempo pesaroso, por isso estou ansiosa para começar logo o quarto volume!

Se gostou do post não deixa de compartilhar nas redes sociais ou comentar ali embaixo ♥


Você leu esse livro? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas




Deixe um comentário

*