Garota Tempestade – O Estranho Mundo de Jane True 1

Por 8415 Acessos

    Livros da série O Estranho Mundo de Jane True:

  1. Garota Tempestade
  2. Caçadores de Tempestade
  3. Tempest's Legacy
  4. Eye of the Tempest
  5. Tempest’s Fury
  6. Tempest Reborn
Garota Tempestade – O Estranho Mundo de Jane True 1

Minha Classificação:
Garota Tempestade
de
Publicação: em 2013
Gênero:
ISBN: 9788565859035
Título Original: Tempest Rising
Páginas: 280
Tradução: Ana Beatriz Manier
Compre em lojas confiáveis:
saraivaculturasubmarinoamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Jane True mora em Rockabill, uma cidade relativamente pequena que fica no Maine. Lá ela é estigmatizada pela morte de seu namorado, Jason, há oito anos atrás e também pelo abandono de sua mãe, porém ainda existem poucas e boas pessoas na cidade que a acolhem e não a tratam como pária. Ela esconde de todos os seus nados noturnos no mar perto do Old Sow, o redemoinho que é o atrativo turístico da cidade. Num dia durante seu nado, ela encontra um corpo no Sow e o arrasta para uma trilha para ser encontrado pelas autoridades responsáveis, mas mal sabe Jane que aquele assassinato é a ponta de um iceberg enorme – e sobrenatural –  em que ela acabou batendo.

Mas a família True era feita de aço e agi com a mesma bravura e determinação que havia demonstrado na noite anterior, quando virei o corpo de Peter. Desmaiei e caí dura no chão. Pág. 38

Quando vi esse livro, a capa parecia muito com as de livros de YA mal escritos, e por isso nem pensei muito quando o peguei para ler a orelha. Fiquei curiosa na hora! A história envolvia tudo que eu conheço com relação à mitologia: a mãe de Jane era uma selkie, criatura do mar que só vem ao mundo humano para se reproduzir. Também tem vampiros, goblins, gnomos, súcubos e muito mais nessa história que me segurou desde a primeira página. Preciso destacar que a narrativa em primeira pessoa deixa o livro com uma cara mais real, porque nós podemos ler tudo que Jane está sentindo e nossa, é muito bom! Nicole Peeler conseguiu transferir os sentimentos de Jane para nós, e eu me peguei sentindo angústia quando Jane descobria mais sobre seu mundo – mas gente, nada muito intenso, porque a Jane é engraçadíssima, então até nas maiores tensões do livro dá pra rir bastante – tanto que eu fui ler o livro no metrô e houveram horas em que eu tinha que parar e olhar pro horizonte com muita concentração pra não rir (e ficarem achando que eu sou maluca).

Não me contive, aquilo foi demais. Deixei escapar um som de escárnio; ou fazia isso ou surtava. Pág. 142

Outro grande destaque do livro é a forma com a qual a autora narra o grande mistério que está se passando no mundo sobrenatural. É tudo muito bem construído e o leitor descobre junto com Jane e Ryu o que está havendo, e fica nervoso por eles. Ah, Ryu… O vampiro é um complemento maravilhoso para Jane e a relação deles é muito divertida e picante ao mesmo tempo. É uma pena que eu estivesse shippando a Jane com outra criatura (caso você leia o livro, vai entender e *espero* shippar também) porque eu, de alguma forma, senti uma coisa meio forçada no casal. Mas enfim, esse é um dos poucos pontos negativos no livro pra mim: o famoso-e-incansavelmente-batido triângulo amoroso. Realmente não vejo como ainda tem autor que se vale disso em livro, isso cansa (nesse quesito só podem abusar disso: Richelle Mead e Sophie Kinsella e ponto final)!

– Só porque você virou as costas à vida na Corte não quer dizer que todos nós devemos seguir seu exemplo – a voz de Ryu saiu áspera, e seu corpo ficou tenso. Anyan bufou e os pelos de seu pescoço eriçaram. Dava para espalhar a tensão num cream cracker e comer. Pág. 164

Um outro ponto que me irritou no livro foi que na hora H, a Jane precisou ser salva não uma, mas duas vezes. Porém, eu entendo o contexto e não culpo a autora por colocar a protagonista numa situação de princesa-a-ser-salva porque ela tinha acabado de entrar no mundo sobrenatural e gente, em uma semana – literalmente –  a vida de Jane tomou uma guinada tão grande que ela não tinha como usar seus poderes para se defender, até porque ela nem imagina quais poderem realmente tem. Mas acho que Nicole Peeler conseguiu compensar isso pelo fato incontestável de que Jane é incrivelmente inteligente e esperta: ela não perde pra nenhum dos personagens ali, mesmo tendo acabado de se inserir naquele mundo. Aguardo ansiosa a continuação da série, quero saber o que será de Jane a partir de agora!


Você leu esse livro ? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
(2 votos, média: 5,00 de 5)




Deixe um comentário

*