Tua

por • 27492 Acessos

Tua

Minha Classificação:
Tua goodreads
de
Publicação: em 2015
Gênero:
ISBN: 9788576862901
Título Original: Tuya
Páginas: 140
Tradução: Marcelo Barbão
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacculturasubmarinoamazonkobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

[capa]

Mais um livro que vem na onda do “noir doméstico” (que inclui títulos como Garota Exemplar (!) e A Garota no Trem), Tua conta a história de Inés que está feliz com a rotina de seu casamento “perfeito” até que encontra um bilhete nas coisas de Ernesto, seu marido. Um coração desenhado com batom vermelho, um “eu te amo” a a singela assinatura: Tua. A partir daí ela começa a investigar quem é a responsável pela carta. Ao seguir o marido, acaba se envolvendo em assuntos mais sérios que um simples romance extraconjugal.

“A gente está preparada para ser sacaneada por um homem, isso é um clássico. E, se nunca te sacanearam, você vai viver o tempo todo com a espada de Dâmocles sobre a cabeça, porque sabe que um dia, cedo ou tarde, vão te sacanear.”

Descobri o livro quando li essa matéria do Raphael Montes e na hora fiquei louca. Quando a Lívia me deu de presente na bienal, já voltei para casa lendo. Esse é um daqueles livros curtinhos, pouco mais de cem páginas, mas recheados de acontecimento. A história conta com pontos de vista alternados entre Inés e Ernesto o que nos permite ver a história por ângulos diferentes e aviso que cada um tem uma visão diferente da história. A Inés é aquele tipo de personagem meio louca que trata as coisas mais absurdas com naturalidade e foi esquisito, mas legal, ler os capítulos dela. O Ernesto já trazia um choque de realidade maior e sempre me deixava boquiaberta com as coisas que revelava.

“Às vezes perdemos o rumo e somos capazes de pensar qualquer coisa. Ou fazer.”

O suspense é carregado durante bastante tempo, mas não é difícil prever os pontos mais críticos, no entanto as revelações que mais me chocaram aconteceram ainda nos primeiros capítulos. O final me pegou de surpresa porque não conseguia esperar aquela atitude dos envolvidos, apesar de ter passado boa parte do tempo tentando adivinhar, passei longe do que realmente aconteceu.

“Não se chora pelo leite derramado. Pegamos um pano e limpamos.”

Esse foi o primeiro livro que eu li da Claudia Piñeiro e gostei muito da narrativa dela por não ter estendido a história por mais tempo do que o necessário e por trazer personagens complexos e reais. Espero ler outras coisas dela no futuro.

O FILME: Foi lançado o filme (que tem um pequeno spoiler no pôster sim) mas eu ainda não vi e acredito que não vá estrear nos cinemas daqui. Talvez saia direto em DVD.

Se gostou do post não deixa de compartilhar nas redes sociais ou comentar ali embaixo ♥


Você leu esse livro? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas

0
comentário



Deixe um comentário

*