Top 7 – Livros Para Desconfiar do Narrador

Por 6776 Acessos

O meu maior defeito é: sempre acreditar no narrador. Adoro quando eu não descubro a verdade até a hora em que o personagem decide me contar. Na lista coloquei livros que conseguiram me enganar e outros que tentaram, mas falharam. Se conhecer outros assim, me avisa nos comentários POR FAVOR.

 

Mentirosos

7- Mentirosos – E. Lockahrt

Cadence é a narradora dessa história e sofreu um acidente grave onde perdeu a memória do que aconteceu. A mãe diz já ter cansado de contar a verdade para ela que sempre esquece de novo. Ao longo do livro ela tenta descobrir tudo e é só nas últimas páginas que os detalhes aparecem.

Desse livro eu não gostei porque percebi muito cedo a “mentira” em questão. A autora não se esforçou para manter o mistério e deu pistas demais. Embora o “Mentirosos” do título não signifique exatamente que a Cadence está “mentindo” de propósito, esse é um livro para ler questionando tudo o que é dito.

 

antes de dormir

6- Antes de DormirS.J. Watson

Christine acorda todo dia sem saber em que ano está. Toda manhã ela descobre que é casada há muitos anos e feliz. O marido explica que ela sofreu um acidente que faz com que as memórias do dia se percam toda noite quando ela dorme. A única coisa que talvez seja verdade na narrativa é o diário de Christine, mas como ela não lembra de nada, tudo o que ela (acha que) sabe foi o que disseram para ela. E quão confiáveis são as pessoas que passam essas informações?

Esse eu também descobri rápido, mas porque tinha acabado de ler um livro que não tinha mistério, mas o horror era o mesmo. A narrativa é lenta e a protagonista chata, mas o mistério é legal. Inclusive recomendo que, se puder, você veja o filme primeiro.

 

O_psicopata_americano

5- Psicopata Americano – Bret Easton Ellis

Na Nova Iorque do final dos anos 80, Patrick Bateman é um executivo bem sucedido durante o dia e um assassino frio à noite. Após assassinar um colega de trabalho a história começa a se complicar e Patrick precisa arrumar um jeito de não ser descoberto.

Esse é um dos melhores exemplos de narrador que não dá para confiar. Tudo bem que ele fala umas coisas absurdas, que dá para aceitar porque é ficção, mas daí a saber se é verdade ou não é um longo caminho.

 

 

confesso-que-menti-justine-larbalestier

4- Confesso que MentiJustine Larbalestier

O namorado de Micah é encontrado morto e ela nos conta a sua versão do relacionamento deles e do que aconteceu. Mas ela admite no começo da história que é uma mentirosa compulsiva então cabe a você acreditar ou não no que ela tem a dizer.

Esse livro é apenas maravilhoso. A narradora não só mente na sua cara como debocha de você por ter te feito de trouxa. Ela sabe exatamente em que mentiras você acreditou e ainda ri dizendo que é muito fácil mentir para você.

 

suicidas_raphael_montes3- Suicidas – Raphael Montes

Só por ter colocado esse livro na lista já se torna um spoiler porque você não sabe que o narrador está mentindo até que ele joga a verdade na sua cara. Alessandro conta a história de quando ele e outros oito amigos se reuniram para fazer uma roleta russa. Todos morreram no jogo, mas ele foi escrevendo tudo o que acontecia em tempo real.

*rindo histericamente no fim desse livro* Alessandro, cara, não tenho palavras. Não posso falar nada que não estrague esse final incrível, desculpa. Não é que não tenha dado para perceber ao longo do livro é só que eu confiei demais no narrador para enxergar.

 

CLUBE_DA_LUTA

2- Clube da Luta – Chuck Palahniuk

O protagonista sem nome conta como sua vida mudou depois que Tyler Durden apareceu e o clube da luta surgiu.

Vai dizer que também não estava na sua cara o tempo todo esse final? Até no filme dá para perceber. Depois que você relê/revê é que vai percebendo os detalhes e questionando onde esteve sua inteligência o tempo todo. História maravilhosa e final supreendente (para mim).

 

Garota-Exemplar

1- Garota Exemplar – Gillian Flynn

Amy desaparece no aniversário de cinco anos de casamento e seu marido Nick é considerado suspeito. A primeira metade do livro é contada pelos pontos de vista alternados dos dois onde ele conta o presente e ela o passado através de um diário.

Sim, ainda estou obcecada com Garota Exemplar. Esse livro está aqui número 1 de narradores desconfiáveis porque na primeira metade do livro eles se contradizem O. TEMPO. TODO. Quem está mentindo? A Amy morreu? É sério isso? E muitas outras perguntas que são respondidas na primeira frase (=melhor frase) da segunda parte.




  • Mayra Olivetti
    26/04/2015 # 18:32:33

    I AM SO MUCH HAPPIER NOW THAT I’M DEAD

    Responder

  • Melanie
    22/09/2015 # 12:04:22

    Puxa, quantos spoilers num post só! Acho que ao menos poderia avisar no início, não?
    Talvez quem não tenha lido nenhum dos livros não perceba, mas para quem já leu alguns dos livros (como eu) já ficou claro do que se trata os outros. Chato :/

    Responder

    • Cibele Ramos
      22/09/2015 # 12:56:13

      Oi Melanie,
      Todos os livros da lista tem reviravoltas diferentes, por ter lido um você com certeza não sabe o que acontece nos outros, pode confiar :)

      Responder

Deixe um comentário

*