O Visconde Que Me Amava – Os Bridgertons 2

Por 33776 Acessos

    Livros da série Os Bridgertons:

  1. O Duque e Eu
  2. O Visconde Que Me Amava
  3. Um Perfeito Cavalheiro
  4. Os Segredos de Colin Bridgerton
  5. Para Sir Phillip, Com Amor
  6. O Conde Enfeitiçado
  7. Um Beijo Inesquecível
  8. A Caminho do Altar
O Visconde Que Me Amava – Os Bridgertons 2

Minha Classificação:
O Visconde Que Me Amava
de
Publicação: em 2013
Gênero:
ISBN: 97885880411973
Título Original: The Viscount Who Loved Me
Páginas: 290
Tradução: Ana Resende
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacculturasubmarinokobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

[capa]

Cá estou eu com a resenha do segundo livro da série dos irmãos Bridgertons, o que fala sobre o Anthony. Ainda faltam mais seis irmãos, e se (as histórias) continuarem assim, Deus nos acuda!

Anthony é o mais velho dos irmãos Bridgertons e o responsável por herdar o viscondado que é o legado da família. Também é um legítimo Libertino, que viveu muitas aventuras na sua vida e agora gostaria de sossegar – tanto (como todos os Bridgertons fizeram antes dele) para garantir os futuros herdeiros do viscondado como para aproveitar a vida antes de sua morte, que ele garante que está iminente de acordo com o fato de seu pai e seu tio terem falecido muito cedo. Então, ele deseja cortejar a moça que foi considerada a mais bela da temporada, Srta. Edwina Sheffield; porém ele terá de passar pela aprovação de Kate Sheffield, a irmã mais velha de Edwina, mas essa aprovação pode se tornar algo muito maior que um simples bom conceito.

“Ela não se importava. A beleza da irmã era simplesmente um fato da vida.” Pág. 20

Na resenha do primeiro livro da série, eu deixei bem claro que a autora escrevia bem, mas era uma blasfêmia compará-la à minha amada e idolatrada Jane Austen e eu ratifiquei essa afirmação nesse segundo livro. Julia Quinn escreve coerentemente, mas ela se utilizou da mesmíssima fórmula de O Duque e Eu, o que eu achei absurdo, já que nesse livro não havia a necessidade SPOILER SPOILER do casamento de Kate e Anthony ser por obrigação que nem o de Daphne e Simon. Poxa, ela tinha acertado na mão quando desenvolveu bem a personalidade de Kate e não a fez idiota controversa que nem a Daphne, aí ela vem e me faz isso!

“[…] Sabia que estava ali por opção, mas provavelmente ele pensaria que ela havia fugido da multidão por ser um fracasso social e pela alta sociedade compartilhar a mesma opinião ao seu respeito: que ela era uma ameaça impertinente e pouco atraente à sociedade.” Pág. 84

Tem uma coisa que eu ando gostando muito nos livros – é uma das poucas coisas que salvam a série pra mim – e são os comentários ora gentis, ora maldosos de Lady Whistledown, a fofoqueira “anônima” da cidade que abrem cada capítulo. São sempre divertidos e introduzem muito bem os acontecimentos a serem abordados no capítulo que se segue, é uma forma de analisar as situações da sociedade da época por um viés mais humorístico. Falando em humor, nesse livro a autora introduz Colin Bridgerton, o terceiro dos irmãos e de longe o personagem mais divertido das histórias até agora – o livro dele é Os Segredos de Colin Bridgerton, o quarto da série. Cara de pau e malandro, ele consegue cativar o leitor em todas as vezes que aparece e me arrancou boas risadas.

“Quase capaz de fazer uma dama esquecer que o homem que a beijava era um canalha. Quase… mas não totalmente.” Pág. 100

Sobre o romance em si, achei 80% melhor do que o livro anterior mais pela construção e desenvolvimento dos personagens do que pelo enredo, já que, como eu disse antes, Julia Quinn usou a mesma fórmula do primeiro livro. Anthony também tem trauma de infância que nem Simon – dessa vez a autora soube não exagerar nessa parte -, Kate também tem a capacidade de contrapor seu amado – só que dessa vez ela não vira uma louca do meio do livro pro fim. Mas nesse livro, Anthony tem mais jeito, ele é mais real e menos babaca que nem Simon; Kate é muito mais inteligente e feminista! que Daphne (só que me irritou muito o fato de ela sempre se afirmar como forte, mas sabendo e aceitando que a sociedade a achava feia e se conformando em sempre estar à sombra da irmã), mas fora isso: mais do mesmo. Aí você me pergunta: Mas Mayra, você vai continuar lendo essa bosta? Eu digo que sim, mesmo quando já me disseram quem é a Lady Whistledown, quando me disseram que o terceiro livro é um porre. Vou continuar porque sigo, aparentemente, não tendo apreço pelos meus neurônios pobres e cansados e também porque preciso ler o livro do Colin pra poder sossegar. Vamos vendo…


Você leu esse livro ? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
(7 votos, média: 4,86 de 5)




  • Patricia
    02/11/2015 # 09:36:09

    Eu li ate o livro do Colin. Eu gostei da serie, mas nao a ponto de ler os 8. Ela escreve muito bem,mas acho que o desenvolvimento das historias é igual.

    Responder

Deixe um comentário

*