Bonequinha de Luxo

por • 3800 Acessos

Bonequinha de Luxo

Minha Classificação:
Breakfast at Tiffany's IMDb
de Blake Edwards
Estreia no Brasil: 1961
País: EUA
Gênero: Drama, Romance, Comédia
Roteiro: George Axelrod
Elenco: Audrey Hepburn, George Peppard
Duração: 114 minutos

Também fui eu que sugeri esse filme para o desafio. Juro que em algum ponto as sugestões vão ser de outras pessoas (talvez). Esse é um filme que SEMPRE quis ver e alguns anos atrás finalmente vi e amei e me perguntei porque demorei tanto tempo. Foi minha sugestão para o desafio porque como assim 2015 e você ainda não viu?

Assim como Psicose, esse é baseado num livro que não lemos.

CIBELE: Eu tinha visto Bonequinha de Luxo há uns dois anos e tinha gostado, mas ver a segunda vez foi ainda melhor. Adoro como esse é um filme de diálogos e muito pouca ação e como as frases de efeito são ditas de forma a parecerem ainda mais especiais. Acho que não tem como não se apaixonar pela Audrey e por sua personagem aqui. Holly é uma personagem que gosto muito, apesar de não ter gostado logo de cara, me conquistou ao longo do filme. Quero muito ler o livro!
Nota 5/5.

CAMILA: Assim como Psicose e todos os filmes escolhidos para o desafio não tinha visto Bonequinha de Luxo ainda que já tivesse visto inúmeras fotos da Audrey como Holly. Hepburn, diga-se de passagem, está belíssima no filme e assim como as meninas achei linda a cena dela cantando na janela, que me pareceu uma fuga da personagem que sempre estava tão arrumada e de fato parecendo uma bonequinha. A Holly, na minha opinião, é uma adorável cabeça de vento, não de forma negativa, pois a personagem mesmo querendo casar com alguém rico, mantém uma certa inocência encantadora e todos de alguma forma vão ao seu socorro. Senti falta de um aprofundamento maior nos personagens secundários, mas entendo afinal tudo gira em torno da Holly, achei o final fofo e acho que todos deveriam assistir esse filme, mesmo que seja só para se apaixonar pela Audrey.
Nota 4/5.

MAYRA: Eu já tinha visto o filme antes do desafio, em 2009. Na época eu fiquei incontrolavelmente apaixonada pela Audrey e ela se tornou minha atriz favorita desde então. Claro que depois de Bonequinha de Luxo eu vi outros filmes dela e também amo My Fair Lady. Esse filme é muito singular porque vemos duas pessoas que são relativamente sozinhas no mundo, que têm seus medos e seus podres e que se identificam desde o primeiro momento do filme. Sem contar que é tudo muito lindo: a fotografia, os figurinos lindos dos anos 60, a personalidade da Holly, o Gato… Inclusive acho a opinião da Holly muito forte, de que ela não pertence a ninguém e não pode tomar conta da vida de outro ser a ponto de nomeá-lo, de torná-lo dela, é realmente muito maduro para a época do filme. Rever o filme depois de tanto tempo me fez repensar muita coisa, por exemplo, o fato de ambos dependerem dos outros para ganharem seu dinheiro não ser tratado de forma negativa, como é até hoje em dia em muitos filmes de Hollywood. Audrey Hepburn era uma atriz completa e ainda cantava, uma mulher elegante e lindíssima que se aproveitou da sua fama para ajudar muita gente, inclusive foi embaixadora da Unicef e ajudou muita gente na Etiópia, ou seja, era linda na alma também. A cena dela cantando Moon River na janela é de longe a minha favorita do filme: ela tocando violão, relaxada e à vontade com a música que foi feita para ela. Ah, o Paul/ Fred também era lindo e atuou muito bem junto com o Mr. Yunioshi, que era muito engraçado. Resumindo: é um clássico que eu acho atemporal e que merece ser visto, com certeza, muitas vezes.
(Olhem que sorriso lindo no gif).
Nota 5/5.

Audrey

VICTÓRIA: Enquanto eu via o filme só me passavam duas coisas pela cabeça: 1) quero ser Audrey 2) que olhos lindos do George (Paul), quero ele pra mim (o ator inteiro e não só os olhos). Como eu não tinha visto esse filme antes? Não sei. Só sei que fiquei apaixonada. A Audrey cantando, a fofura dela, a beleza dela, as roupas dela… As atuações não deixam a desejar e os cenários e situações engraçadas também não. Bom, no começo do filme já somos apresentados à um Machistinha de Merda™ mas vemos que a Audrey contorna a situação de uma maneira bem hilária. Ok, sem spoilers. A Audrey me lembrou MUITO a Chloe da série Don’t Trust the B…. in Apartment 23 (ou talvez a Chloe tenha se inspirado na Audrey hahaha). Minha nota é 5 porque estou em um relacionamento sério, porém platônico, com Audrey. 
Ahhhhhhhhh! Antes que eu me esqueça: o filme rendeu um ótimo, inesquecível e icônico meme que vai para todo o sempre me acompanhar na vida e em situação similares reais.
Nota 5/5.

I-love-you-meme-Audrey-Hepburn

Esse post faz parte do desafio 16 coisas até 2016.
Leia todos os posts do desafio aqui no blog.


Se gostou do post não deixa de compartilhar nas redes sociais ou comentar ali embaixo ♥


Você viu esse filme? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas

        
Livros no Cinema
0
comentário



Deixe um comentário

*


Estante Lotada © 2010-2017 Layout: design e programação por Cibele Ramos

    
Nos mudamos de www.euleioeuconto.com para www.estantelotada.com.br, por favor atualize seus feeds & links!