Os Homens Que Não Amavam As Mulheres – Millennium 1

Por 6173 Acessos

    Livros da série Millennium:

  1. Os Homens Que Não Amavam As Mulheres
  2. A Menina Que Brincava Com Fogo
  3. A Rainha do Castelo de Ar
  4. A Garota na Teia de Aranha
Os Homens Que Não Amavam As Mulheres – Millennium 1

Minha Classificação:
Os Homens Que Não Amavam As Mulheres
de
Publicação: em 2005
Gêneros: ,
ISBN: 9788535920031
Título Original: Män som hatar kvinnor
Páginas: 522
Tradução: Paulo Neves
Compre em lojas confiáveis:
saraivafnacsubmarinokobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Oi, tudo bem com você? Como vai a vida literária? Está lendo algum livro? Bom, larga esse livro aí e dá um jeito de pegar Os Homens Que Não Amavam As Mulheres. Corre! Já pegou? Já está lendo? O que você está esperando?!

[capa]

Mikael Blomkvist é editor de uma revista, a Millenium, e depois de publicar uma reportagem caluniosa, é condenado a pagar indenização e à prisão. Mesmo depois de ter sua credibilidade abalada, Mikael é convidado para realizar um trabalho para Henrik Vanger: descobrir o que aconteceu a sua sobrinha Harriet Vanger, desaparecida desde 1966. Mikael não vê muito potencial na investigação mas aceita o trabalho porque o caso lhe despertou a curiosidade. Após certo tempo, Mikael encontra com Lisbeth Salander: jovem, estranha e com um potencial investigativo invejável. Então, juntos, eles procuram incansavelmente respostas para o caso Harriet.

Todo mundo tem segredos. Trata-se apenas de descobrir quais são. Pág. 121

A série foi lançada com novas capas.

A série foi lançada com novas capas.

Sempre tive curiosidade pra ler a série Millenium porque sempre ouvi todo mundo falar bem. Até que um dia uma colega disse que leu e era maravilhoso. Não me aguentei de curiosidade e resolvi pegar o livro, e veja só, se revelou uma leitura muito mais agradável do que eu esperava. O livro é muito bem escrito – por mais que o começo seja meio parado, o enredo é envolvente e você quer saber o que vai acontecer a todo momento – e é impossível largá-lo de lado, mesmo com suas 522 páginas e o peso que elas têm, eu carregava o livro para todos os lugares.

– Lembre-se de que eu sou maluca. Pág. 240

A construção dos personagens é muito bem feita, todos eles tendo seus segredos e sentimentos concomitantes a qualquer ser humano. Mikael é um homem de quarenta e poucos anos que é inteligente e quer se reafirmar depois do choque sofrido. Lisbeth é um enigma, mas podemos ter um vislumbre de porquê ela é assim. Eu me apaixonei por Lisbeth, porque mesmo sendo uma pessoa extremamente fora do comum, ela é inteligentíssima e normal – por mais que não pareça fisicamente propícia a isso. Ah, e ela é vingativa também, o que só me fez adorá-la mais ainda, ela tem um grande espaço no livro. Os outros personagens também são igualmente bem construídos, cada um com sua trama particular e seu papel no suspense.

Mikael virou as páginas e sentiu os cabelos se arrepiarem na nuca. Como se uma corrente de ar gelado tivesse entrado no escritório. Pág. 391

Por fim, vou parar de ficar fangirlando aqui e dizer que é uma leitura muito mais do que recomendada caso você esteja querendo ler um livro muito bom de suspense. Uma verdadeira obra de arte esse livro… Parei.

Espero que tenham gostado da resenha.
Beigos :*


Você leu esse livro ? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas




5 comentários
  • Max
    18/05/2014 # 18:27:40

    Olá Mayra,

    Lendo sua resenha me bateu a maior saudade dos personagens. Li a trilogia o ano passado e fui fisgado pela narrativa de Larsson – uma grande perda para a literatura a norte desse autor. Não sei se você já assistiu a trilogia suéca, caso não tenha assistido, fica a dica.
    Li recentemente – amo literatura policial – O Chamado do Cuco, já leu?

    Responder

    • Mayra Olivetti
      19/05/2014 # 19:41:02

      Oi Max!
      Ainda não assisti, mas pretendo. Vi só a versão americana (depois de ler a resenha do Adoro Cinema) do primeiro filme só que me decepcionei muito – eles mudaram muito o livro! A única coisa que salva é a Rooney Mara que fez uma perfeita Lisbeth.
      E espero ler O Chamado do Cuco esse ano ainda, se eu gostar te conto! :)

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

Deixe um comentário

*