Livrai-nos do mal – Uma história de Shaw 2

por • 3701 Acessos

    Livros da série Uma história de Shaw:

  1. Toda a Verdade
  2. Livrai-nos do mal
Livrai-nos do mal – Uma história de Shaw 2

Minha Classificação:
Livrai-nos do Mal (A. Shaw, #2) goodreads
de
Publicação: em 2013
Gêneros: ,
ISBN: 9788580411997
Título Original: Deliver Us From Evil
Páginas: 320
Tradução: Marcello Lino
Compre em lojas confiáveis:
saraivasubmarinokobokindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

O que um agente secreto viúvo, um grupo de justiceiros e um simples magnata tem em comum? Tudo. Shaw é um agente secreto que recebe a missão de prender Evan Waller e o grupo de “justiceiros” ganha a vida perseguindo e matando monstros sanguinários. O “simples” magnata é na verdade Fedir Kuchin, sob a falsa identidade de Evan Waller, um ex-oficial stalinista que trabalhou na KGB, tinha métodos de tortura bizarros e ganhou fama na época. Ao perceber o império de Stalin ruir, Fedir simula a própria morte e foge. Porém, o legado sanguinário de Fedir continua. Como ninguém sabe de seu passado, Fedir começa a comercializar garotas virgens do Terceiro Mundo e se interessa também pelas bombas produzidas por muçulmanos.

[capa]

Com o plano traçado, Shaw e Frank partem para Provence que é o local onde Fedir tirará férias. O problema é que Shaw não sabia que Reggie, uma integrante do grupo dos justiceiros, também estava atrás de Fedir. Ela alugou a mansão ao lado do ex-oficial e também tem um plano. Reggie e sua equipe estão atrás de Fedir pois na época do stalinismo, Fedir matou crianças, mulheres, homens e idosos inocentes e de formas horrendas. Shaw e sua equipe estão atrás de Evan Waller, o “empresário” que movimenta milhões com o tráfico de meninas e com bombas capazes de destruir os Estados Unidos inteiro. O plano de ambas equipes só tem uma falha: ninguém imaginava que Shaw e Reggie se conheceriam. Sob nomes falsos e com um desconhecendo o objetivo do outro, o casal começa a ter uma linda amizade porém sempre com o pé atrás. Um livro cheio de suspense, envolvimentos, surpresas e claro… mortes. Será que o império de Kuchin irá ruir ou dessa vez o mal prevalecerá? 

Eu nunca tinha lido nenhum livro do David Baldacci e também nunca tinha ouvido sequer falar dele. Lá fora o cara bomba mas aqui o coitado é um Zé Ninguém. Achei esse livro no fundo de uma prateleira da Saraiva e o título me chamou a atenção. Que escritor gringo de suspense que se preze usa uma parte do “Pai Nosso” como título? Como a dona aqui é curiosa, paguei 35 dilmas e corri pra casa ler (Ah, também comprei porque é da Arqueiro e ela sempre publica livros legais). Arrisco dizer que se eu não tivesse visto o nome do autor, acharia seria do meu querido, amado e adorado Sidney Sheldon. Achei o David parecido com  o Sheldon porque o Sheldon gostava de temas polêmicos como nazismo, bombas, máquinas destrutivas, stalinismo, guerras e etc. Ao meu ver, David tem um jeitinho chato de escrever. Poucos detalhes, muito mimimi e muitos diálogos chatos e dispensáveis. O cara tinha uma história ÓTIMA nas mãos mas o jeito de escrever dele me cansou.

Se a história fosse escrita pelo Sheldon, teria mais sexo, mais ação e mais surpresas. Teve uma cena de sexo mas me decepcionou. Foi tipo “ela tirou a roupa, ele tirou a roupa, eles se enlaçaram” e aí acaba o capítulo e acaba também a minha vontade de viver e ler. Cara, parecia que a minha avó tinha escrito essa parte (sdds partes de sacanagem do Sheldon). Fora que o cara ADORA escrever sobre torturas. Tinha uma que me fez quase desmaiar, juro. (para ler o mini spoiler “torturístico” selecione: a parte da tortura com o ralador foi a pior. Fiquei traumatizada! SOS!!!!!!!!) Enfim, o cara adora uma tortura e nessas partes, ele ENCHE de detalhe que é pra você não comer lendo e não ler quando tá com fome. Resumindo: história boa, escritor meio morno.  Ele tem muito o que amadurecer como escritor e eu espero (rezo e tô a ponto de fazer macumba também) que ele capriche de detalhes nos próximos livros e coloque mais sacanagem porque lá no fundo, é disso que o povo gosta!!!!!!!!!!! (não minta pra mim, leitor safadinho(a)). 

Notinha: Esse foi o meu primeiro livro do autor. Os outros podem ser melhores ou piores. Vou ler todos para ter uma ideia melhor do estilo do autor e prometo resenhá-los. Ah, quem leu diz que os livros são como os do Harlan Coben, é uma série mas não importa a sequência que você leia, você entende tudinho.

Se gostou do post não deixa de compartilhar nas redes sociais ou comentar ali embaixo ♥


Você leu esse livro? Avalie também!
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
(2 votos, média: 5,00 de 5)




  • Junior Vieira
    16/06/2015 # 22:02:28

    Adorei seu comentário Vitória costa e gosto de “sacanagem,” também. Fiquei até surpreso lendo seu post, pensei amesma coisa rsrsrsrs…
    Gostei muito do livro!

    Responder

Deixe um comentário

*