Descendants of the Sun

por • 964 Acessos

Descendants of the Sun

Minha Classificação:
Descendants of the Sun - 2016 IMDb
de Kim Eun-sook
Status: 1 temporada (finalizada)
Episódios vistos: 18
Elenco: Joong-ki Song, Hye-kyo Song, Goo-seo Jin, Ji-won Kim
Gênero: Drama,
Canal Original: Korean Broadcasting System, KBS2
Duração do Episódio: 60 minutos

Sim, vamos falar de mais um dorama! Descendants of the Sun traz um romance adulto e pela primeira vez desde que comecei a assistir doramas não tenho nada para reclamar dos relacionamentos construídos. Mas, estou colocando os carros na frente dos bois, vamos do começo. Yoo Si-Jin, capitão da equipe de operações especias do exército sul-coreano, e Seo Dae-Young, terceiro sargento, estão de folga quando ouvem que alguém está sendo roubado, ao impedir o roubo e derrubar o ladrão da motocicleta eles causam ferimentos ao rapaz e por isso chamam uma ambulância para levá-lo para o hospital. Alguns momentos depois Seo Dae-Young percebe que o rapaz roubou seu celular e por isso se dirigem ao hospital para recuperar o objeto. Nesse meio tempo o ladrão foge do hospital e acaba se encontrando com outros membros da sua gangue que o surram, Yoo Si-Jin e Seo Dae-Young chegam e salvam o rapaz e o levam de volta para o hospital. Nesse hospital encontramos a Dra. Kang Mo-Yeon, uma cirurgiã extremamente competente e esforçada que pretende se tornar professora no hospital. Por uma série de coincidências ela pensa que foi Yoo Si-Jin que surrou o ladrão e quer expulsar ele do hospital, porém o capitão se sente atraído imediatamente pela Dra. e tenta explicar a situação e chamá-la para sair. Enquanto isso a Yoon Myung-Joo, primeira-tenente e ex-namorada do Seo Dae-Young pensa que ele que está no hospital, por outra série de mal entendidos, e vai correndo para lá. Dessa forma somos apresentados aos dois casais do dorama.

A partir desse momento acompanhamos a tentativa de relacionamento deles. Yoo Si-Jin e Kang Mo-Yeon entram em conflito por causa de suas profissões e dos segredos que envolvem a vida do capitão, cujo codinome é Big Boss. Já que suas missões são secretas e algumas vezes inesperadas, por isso mais de uma vez ele deixa a Kang sozinha no meio do encontro e sem explicar para onde está indo ou o porquê. Do outro lado, Seo Dae-Young deixou Yoon Myung-Joo por pressão do pai dela, que é tenente-general do exército, e acredita que sua filha merece alguém melhor. Depois de idas e vindas eles acabam sendo enviados todos para o mesmo lugar, o exército em missão de pacificação e a Dra. Kang como castigo, por ter rejeitado o diretor do hospital, é enviada para uma missão de voluntariado com uma equipe médica. Então eles terão que enfrentar suas decisões e conviver juntos, enfrentando ameaças de velhos inimigos, epidemias, desastres naturais e situações de alto risco para suas carreiras. O desenvolvimento dessa retomada de relacionamento e a construção da confiança entre eles acontece aos poucos, nada é apressado ou empurrado garganta a baixo. Uma vez que o foco é o romance, os núcleos, tanto do exército quanto dos médicos, possuem muitos alívios cômicos com situações impossíveis e de muita vergonha alheia, dignos de chick lit.

Mesmo com o foco nos casais a série ainda desenvolve pequenos dramas para os personagens secundários, principalmente para os médicos que passam situações de extrema pressão e não estão tão bem preparados como os soldados. As interpretações são ótimas e o plot dos relacionamentos são saudáveis, coisa que nem sempre acontece nos doramas. A maior parte é comédia, mas ainda temos cenas de despedaçar o coração, por isso pode se preparar para se apaixonar pela série, porque depois de assistir o primeiro episódio, só conseguimos largar no último, decisão facilitada pela séria estar disponível na Netflix. 

Você faça seu trabalho. A doutora salvará o paciente e eu irei protegê-la

      
Resenhas de séries
0
comentário

Casamento por Conveniência – Marriage to a Billionaire 1

por • 1937 Acessos

    Livros da série Marriage To A Billionaire:

  1. Casamento por conveniência
  2. The Marriage Trap
  3. The Marriage Mistake
  4. The Marriage Merger
Casamento por Conveniência (Marriage to a Billionaire, #1)

Minha Classificação:
Casamento por Conveniência (Marriage to a Billionaire, #1) goodreads
de
Publicação: em 2014
Gênero:
ISBN: 9788544100035
Título Original: The Marriage Bargain
Páginas: 240
Tradução: Thais Paiva
Lojas confiáveis para comprar livros:
saraivafnacsubmarinoamazonkindle
A compra pode render comissão ao blog.

Capa original

Alexa está desesperada para ajudar sua família. Eles estão afundados em dívidas por conta de uma doença de seu pai e, para tentar se ajudar, ela faz uma fogueira para Mãe Terra pedindo um marido com 150 mil dólares disponíveis – e uma lista de outras qualidades, claro. Nick irá herdar a empresa de arquitetura de seu tio, mas com uma condição: se casar. Para que possa realizar seu sonho de colocar a Dreamscape Enterprises no topo, Nick encontra em Alexa a esposa falsa perfeita.

Ela precisava de um homem.
De preferência, um homem que tivesse cento e cinquenta mil dólares sobrando. Pág. 7

Enquanto tento desesperadamente não terminar Trono de Vidro 5, resolvi pegar mil livros para ler na frente dele, e Casamento por Conveniência foi uma dessas indicações. É o tipo de leitura rápida, mas que prende e realmente, dentre tantos romances eróticos nessa vida, tem personalidade! A história em si é aquela água com açúcar de sempre: uma moça querendo resolver um problema encontra moço querendo resolver problema, se casam com determinadas regras e acabam se apaixonando. Não é spoiler, porque lendo a sinopse do livro já dá para prever que eles vão se apaixonar, mas o modo como Jennifer Probst escreve é diferente, com uma narrativa engraçada e umas situações cômicas nem sempre pontuais, mas sempre engraçadas.

Foi então que Nick percebeu que estivera errado desde o início. Muito errado. Alexandria Maria McKenzie era perfeitamente capaz de derrotá-lo no pôquer – não porque soubesse blefar, mas porque estava disposta a perder.
Era também uma adversária muito competente no jogo do sério. Pág. 39

O que mais me fez gostar desse livro não foi o clichêzão (porque é bem isso), mas a forma como a autora desenvolve os personagens. Nick é um babaca e sim, ele muda bastante ao longo do livro de uma forma sucinta, bem construída e crível; agora Alexa é uma deusa. A amei desde o começo da história e ela sabe pôr Nick em seu devido lugar, tem uma personalidade maravilhosa e me arrancou gostosas gargalhadas do começo ao fim. As discussões em que ela coloca o Nick quando lembra dos tempos de infância deles são absurdas e engraçadas. Maggie, a irmã de Nick e melhor amiga de Alexa tem seu espaço, não só como elo mas também como parceira cômica do casal protagonista.

Seu trato com o diabo seria em seus próprios termos. Pág. 59

Esse é o primeiro volume de uma série com 4 livros, porém penso que a LeYa não vá publicar os outros três, pois Casamento por Conveniência é de 2014 e no site da editora não há nenhuma informação sobre futuras publicações de Jennifer Probst. Estou tentada a ler os outros em ebook em inglês mesmo porque gostei demais de como ela desenvolveu o clichê, mas vamos observar.

 

        
Resenhas de Livros
0
comentário

My Not So Perfect Life

por • 2760 Acessos

My Not So Perfect Life

Minha Classificação:
My Not So Perfect Life goodreads
de
Publicação: em 2017
ISBN: 9780593074794
Páginas: 438
Nível do idioma: Intermediário
Lançamento no Brasil: Sem Previsão
Lojas confiáveis para comprar livros:
amazonkindle
A compra pode render comissão ao blog.

Katie/Cat cresceu no interior com o sonho de um dia viver e trabalhar em Londres. Aos 26 anos finalmente o sonho se tornou realidade mas não exatamente do jeito que ela esperava. Ela tem um emprego bem menos glamouroso do que o planejado e mora num apartamento minúsculo com duas pessoas estranhas. Essa é a verdade da vida de Katie/Cat, mas quando ela posta suas fotos nas redes sociais tenta passar a impressão de ser mais feliz do que realmente é. Mas como o que está ruim sempre pode piorar, Katie/Cat acaba passando por uma série de imprevistos que a fazem questionar seus sonhos e escolhas.

“Eu quero o toque dele. Mas quero a voz dele também. Seus pensamentos e piadas… suas preocupações e tristezas… suas teorias e devaneios. Todas as suas partes secretas que eu nunca imaginei que existiam.”

Eu adoro (quase) tudo que a Sophie Kinsella escreve, se vai lançar livro dela eu já tô planejando comprar sem nem ler a sinopse. Dito isso, eu preciso falar que esse livro infelizmente não me conquistou. Todas as coisas que eu amo nos livros da autora – protagonista cativante, par romântico interessante, situações de extrema vergonha alheia – não aconteceram aqui. Eu não consegui simpatizar com a Katie/Cat e o romance instantâneo me incomodou demais. A história em si também não trouxe nada de novo, as reviravoltas podiam ser previstas com muitas páginas de antecedência e as vergonhas foram tão poucas que pareciam ter sido inscritas por alguém que se inspira na Kinsella ao invés de ter sido por ela própria.

No último livro único adulto da autora (A Lua de Mel), ela focou um pouco mais em família e amizade feminina e repetiu a fórmula em My Not So Perfect Life, dando mais atenção a essas partes da vida da personagem, deixando carreira e principalmente romance como assuntos menos importantes. Apesar de ser uma coisa nova no trabalho da Kinsella, isso foi o que mais gostei nesse livro, além de ter adorado ver coisas da vida real na história, como a necessidade de “vender” uma vida perfeita nas redes sociais e a crise de 20 e poucos anos onde você já esperava estar com a vida toda no lugar, mas na verdade não sabe nem por onde começar ainda.

“Ela é um pesadelo. Ela é perfeita e ela é um pesadelo. As duas coisas.”

Apesar de eu ter dado “só” 3 estrelas na avaliação, não é que o livro tenha sido de todo ruim, eu consegui sim dar umas risadas, mas passei muito tempo evitando continuar a leitura porque nada do que acontecia me interessava. De todos os livros que já li da autora esse é o que menos gosto, inclusive considerando Becky Bloom que acho bem ruim, e fiquei muito decepcionada porque os livros dela costumam ser sucesso garantido na minha vida. Obviamente vou ler os outros livros que forem lançados futuramente, mas vou torcer para que o próximo me faça chorar de rir na rua como os anteriores.

        
Resenhas de Livros
0
comentário

Estante Lotada © 2010-2017 Layout: design e programação por Cibele Ramos

    
Nos mudamos de www.euleioeuconto.com para www.estantelotada.com.br, por favor atualize seus feeds & links!